Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Te Cuida

TE CUIDA!

O que é alopecia? Entenda as causas e conheça os cuidados

De acordo com especialistas, a alopecia está relacionada a fatores genéticos e emocionais

terça-feira, 16/02/2021, 16:51 - Atualizado em 16/02/2021, 16:51 - Autor: Lana Oliveira


| Reprodução

Você já ouviu falar em Alopecia?! Ela é uma condição em que ocorre uma repentina queda de cabelo no couro cabeludo ou em qualquer outra região do corpo. Esse problema provoca a perda de cabelo em grandes quantidades, resultando na visualização do couro cabeludo ou de outros locais que antes eram cobertos.

Clique aqui mais um episódio da coluna "Te Cuida!" em versão podcast

A alopecia se tornou pauta nos últimos dias, após o ex-participante do Big Brother Brasil, Lucas Penteado apresentar falhas no cabelo, o que chamou a atenção do público. Ele sofre de alopecia areata, que é causada por fatores autoimunes ou emocionais, caracterizada por intensa queda de cabelo em determinadas áreas, resultando no aparecimento de placas redondas na cabeça com ausência de pelo.

 

 

Outra celebridade que revelou sofrer com a perda de cabelo, foi a cantora Maraisa, que faz dupla com Maiara. Ela disse ter alopecia androgenética, uma espécie de queda dos fios que gera calvície, causada por fatores genéticos, associados à taxa de testosterona na corrente sanguínea.

 

 

Alzheimer precoce ou demência pré-senil: muito mais do que uma simples perda de memória

Você sabia que ingerir alimentos quentes demais pode causar problemas sérios à sua saúde? Entenda!

Quais as principais causas e como a alopecia é desenvolvida?

 

 

De acordo com o Médico Dermatologista da SBD e Professor da Universidade do Estado do Pará, Walter Refkalefsky Loureiro, existem três fatores. “As principais causas que a gente tem de alopecia são três: seriam as infecciosas, que aí podem ser por uma micose por exemplo, por uma colonização de uma bactéria no coro cabeludo. A gente tem as auto-imunes, que são aquelas onde o próprio organismo tá se agredindo que daí tem alopecia areata por exemplo, ou até mesmo alopecia fibrosante. E a gente tem também aquelas que são de origem genética hormonal, como a calvície que é a mais comum de todas’’. 

 

 

Como diferenciar Alopecia da Calvície?

O dermatologista alerta que é preciso ficar atento aos sinais. “A calvície ela tem o sinal da rarefação de cabelo, mas ela não costuma dar sintoma. Agora existem alguns tipos de alopecia, que podem dar sintomas como coceira, ardência no couro cabeludo, então se a pessoa sente algo parecido com isso, já é um sinal de alerta para procurar um dermatologista para tentar em um diagnóstico correto, que as vezes precisa até mesmo de uma biópsia além de outros exames”, afirma.

 

 

Prevenção

O especialista indica que é importante procurar atendimento. “A melhor prevenção é informação e tratamento precoce. Então se você está em dúvida se o cabelo tá caindo muito, começou a achar que ele tá caindo mais do que o normal, procure um médico dermatologista para poder ser examinado (a) e tentar chegar em um diagnóstico do que está acontecendo e seguir as orientações", afirma. 

 

 

Texto: Lana Oliveira

Edição: Gustavo Dutra

Arte: Thiago Sarame

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS