Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / BabyDOL

BABY DOL

Férias de verão: como prevenir afogamentos em crianças?

quinta-feira, 25/07/2019, 13:55 - Atualizado em 25/07/2019, 13:55 - Autor: Andressa Ferreira


Corpo de Bombeiros alerta sobre os ricos e dá dicas para prevenir afogamentos.
Corpo de Bombeiros alerta sobre os ricos e dá dicas para prevenir afogamentos. | Irene Almeida/Diário do Pará

O afogamento é a segunda maior causa de morte acidental de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde.

Verão, praia e calor: saiba os cuidados que você precisa ter com as crianças nesse período

BABY DOL traz dicas de brincadeiras para crianças nas férias

Entre as crianças de 1 a 4 anos, é um vilão ainda maior, sendo a principal causa de mortes acidentais. E é durante o verão e as férias escolares que os óbitos são mais frequentes, já que muitas famílias se deslocam para praias e balneários.

Emerson Coe/DOL
 

O afogamento é um acidente rápido e silencioso. Portanto, a prevenção ainda é a melhor forma de evita-lo.

Colônia de férias é uma boa ideia para as crianças?

Seja na praia, no rio, na piscina ou até mesmo no banheiro ou na lavanderia, o Corpo de Bombeiros do Pará destaca a importância de sempre ter um adulto supervisionando atentamente as crianças.

Pouco dinheiro? Veja como aproveitar as férias com a criançada 

Segundo dados da ONG Criança Segura, 913 crianças e adolescentes de até 14 anos morreram devido a afogamento em 2016, sendo essa, a segunda principal causa de óbitos por motivo acidental entre meninas e meninos dessa faixa etária no Brasil.

MORTES NO PARÁ

No Pará, segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados quatro óbitos de crianças e adolescentes em praias e balneários somente neste mês de férias.

Em Outeiro, um adolescente de 14 anos morreu. Ele chegou a ser resgatado por bombeiros, mas não resistiu.

Em Cametá, uma criança de apenas cinco anos, que estava acompanhada dos pais, morreu afogada.

Um menino de 11 anos, que estava acompanhado da tia em um piquenique em Salinas também morreu.

Em Mosqueiro, uma menina de 8 anos morreu afogada enquanto brincava em um colchão inflável com outras crianças. Ela chegou a ser resgatada com vida por bombeiros, mas morreu no hospital.

O BABY DOL conversou com o capitão Leonardo, do Grupamento Marítimo Fluvial do Corpo de Bombeiros sobre técnicas de como agir para salvar uma vida e dicas de prevenção.

Assista:

Reportagem: Andressa Ferreira

Multimídia: Emerson Coe

Edição: Gustavo Dutra

Corpo de Bombeiros alerta sobre os ricos e dá dicas para prevenir afogamentos.
Corpo de Bombeiros alerta sobre os ricos e dá dicas para prevenir afogamentos. | Irene Almeida/Diário do Pará
Corpo de Bombeiros alerta sobre os ricos e dá dicas para prevenir afogamentos. | Irene Almeida/Diário do Pará

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS