Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
VACINA

Na primeira etapa da imunização, Pará ultrapassa 70 mil vacinados contra a Covid-19

A maioria dos que já receberam a primeira dose dos imunizantes é de profissionais de saúde, que estão entre os grupos prioritários

segunda-feira, 08/02/2021, 18:53 - Atualizado em 08/02/2021, 19:29 - Autor: Agência Pará


Imagem ilustrativa da notícia Na primeira etapa da imunização, Pará ultrapassa 70 mil vacinados contra a Covid-19
| Alex Ribeiro/Ag. Pará

O Pará já conta com quase 74 mil pessoas imunizadas contra a Covid-19.

Segundo dados do Vacinômetro, até 7 de fevereiro eram 68.771 profissionais da área de saúde; 4.526 indígenas e 673 idosos institucionalizados (residentes em abrigos do Estado), de acordo com o previsto para a primeira fase do Plano Estadual de Imunização, totalizando 73.970 vacinados com a primeira dose.

Desde o dia 18 de janeiro até o último sábado (06), o Ministério da Saúde havia enviado ao Governo do Pará, em quatro remessas, 315.640 frascos de imunizantes.

Em parceria com o Estado, Hospital Divina Providência atenderá traumatologia 24h

O primeiro carregamento chegou em 18 de janeiro, com 173.240 doses da CoronaVac/Sinovac, produzida pelo Instituto Butantan (SP). No dia 24 de janeiro vieram 49 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca, que tem o prazo de três meses entre a primeira e a segunda dose.

O terceiro carregamento, mais uma vez de CoronaVac, chegou em 25 de janeiro, com 29 mil doses. Em atenção ao alto nível de contaminação da doença na região, o governo do Estado encaminhou, no dia 2 de fevereiro, 11.503 frascos de vacina para o Oeste paraense, exclusivamente para idosos acima de 80 anos moradores das regiões Baixo Amazonas, Tapajós e Calha Norte.

O mais recente envio, do mesmo imunizante, desembarcou em Belém no último sábado (06), com 64.400 unidades.

Alívio para a família - Aos 103 anos, a aposentada Matilde Silva foi vacinada no sábado, em Belém, acompanhada da neta, a bacharel em Direito Adriane Tavares. O retorno para a aplicação da segunda dose já está marcado: 26 de fevereiro.

"A sensação de vê-la sendo vacinada foi um alívio para todos. Ela está desde o início da pandemia sem receber visitas e ver algumas pessoas da família, em contato mesmo somente comigo, meu filho e as duas filhas dela que moram conosco", disse Adriane, acrescentando que "somos uma família grande, acostumada a comemorar todos os aniversários e festas com a presença dela, inclusive o Natal e Ano Novo. Estamos ansiosos já pela segunda dose, tendo a certeza de que ela, depois de totalmente imunizada, poderá retomar a rotina. Ela está ótima no pós-vacina. Não sentiu qualquer reação".

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS