Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

SPUTNIK V

Rússia diz que vacina contra covid-19 tem 92% de eficácia

País promete imunização em massa nas próximas semanas.

quarta-feira, 11/11/2020, 12:18 - Atualizado em 11/11/2020, 12:15 - Autor: Com informações de UOL


| Reprodução

Em comunicado publicado na manhã desta quarta-feira (11), o governo russo anunciou que a Sputnik V, vacina contra a covid-19 desenvolvida pelo Instituto Gamaleia, demonstrou 92% de eficácia na última fase de testes. De acordo com texto, o cálculo foi feito com base nos 20 casos confirmados da doença, divididos entre os voluntários que tomaram vacina e os que receberam placebo. Os resultados ainda não foram publicados em revistas científicas e nem foram submetidos à revisão por pares.

Vacina da Pfizer contra Covid é mais de 90% eficaz, aponta análise

Biden convoca força-tarefa anticovid e pede que população use máscara

O estudo da Sputnik V conta com a participação de 40 mil indivíduos dos quais, atualmente, 20 mil já receberam a primeira dose do imunizante, e outros 16 mil, as duas doses.

– A publicação dos resultados provisórios dos ensaios clínicos pós-registro que demonstram de forma convincente a eficácia da vacina Sputnik V abre espaço para a vacinação em massa na Rússia nas próximas semanas. Graças à escala de produção em novos locais, a Sputnik V estará disponível, em breve, para uma população mais ampla – disse, no comunicado, Alexander Gintsburg, diretor do Instituto Gamaleia. 

Até o momento, informou o governo russo, não houve registro de eventos adversos inesperados. Os voluntários serão acompanhados por seis meses após o a publicação dos resultados finais.

A fase 3 da pesquisa com a Sputnik V está sendo realizada na Bielorrússia, nos Emirados Árabes, na Venezuela e em outros países. Na Índia, o estudo está na fase 2-3. Conforme o governo, também está sendo conduzido estudo para avaliar a segurança e a capacidade de gerar resposta imune em idosos.

Nesta semana, a Pfizer anunciou que sua vacina contra o coronavírus tem eficácia de 90%, conforme análise intermediária feita durante a fase 3. Esta eficácia de proteção ao vírus Sars-CoV-2 foi alcançada sete dias depois da segunda dose da vacina e 28 dias após a primeira, informaram o grupo americano farmacêutico e a empresa alemã de biotecnologia BioNTech em um comunicado conjunto.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS