Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

BOA NOVA

Vacina da Pfizer contra Covid é mais de 90% eficaz, aponta análise

Farmacêutica americana disse que a análise provisória ocorreu após 94 participantes terem Covid-19.

segunda-feira, 09/11/2020, 10:14 - Atualizado em 09/11/2020, 11:08 - Autor: Com informações de UOL


Resultados são da primeira análise preliminar divulgada sobre a última fase de testes da vacina experimental; mais dados devem surgir ainda neste mês
Resultados são da primeira análise preliminar divulgada sobre a última fase de testes da vacina experimental; mais dados devem surgir ainda neste mês | Divulgação

Nesta segunda-feira (9), a Pfizer anunciou que sua vacina experimental é mais de 90% eficaz na prevenção à Covid-19, baseado em dados iniciais do estudo da fase 3. A vacina é desenvolvida em parceira com a alemã BioNTech.

Médico deixa coração cair no chão após acidente de helicóptero

Em Brasília, Helder Barbalho intensifica negociações para trazer vacina contra Covid-19 ao Pará

Segundo um site de notícias do Globo, as farmacêuticas também disseram que até agora não encontraram nenhuma preocupação séria de segurança e esperam obter autorização de uso emergencial nos EUA ainda neste mês.

Os dados ainda não foram revisados por pares, etapa que é necessária para que sejam publicados em revista científica. A Pfizer disse que essas etapas vão ocorrer assim que todos os resultados do estudo ficarem disponíveis.

A Pfizer disse que a análise provisória foi conduzida após 94 participantes do estudo desenvolverem a Covid-19 e examinar quantos deles receberam a vacina em comparação com o placebo.

Agora, para confirmar sua taxa de eficácia, a empresa disse que vai continuar o estudo até que haja 164 casos de Covid-19 entre os participantes.

Bill Gruber, um dos principais cientistas de vacinas da Pfizer, afirmou que esse número pode ser alcançado no início de dezembro, dado o recente aumento as taxas de infecção nos EUA.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS