Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

INVESTIGAÇÃO

'Mãe de santo dos famosos' é presa por usar espíritos para extorquir clientes

A vítima procurou a polícia para confessar que desviou dinheiro pagar a religiosa após ser ameaçada por ela

terça-feira, 06/10/2020, 16:04 - Atualizado em 06/10/2020, 18:02 - Autor: Com informações Portal do Holanda


Segundo uma das vítimas, a mulher afirmava que usaria 'espíritos malignos' para perseguir a vítima caso ela não fizesse os pagamentos.
Segundo uma das vítimas, a mulher afirmava que usaria 'espíritos malignos' para perseguir a vítima caso ela não fizesse os pagamentos. | Reprodução

Uma mãe de santo que mora em São Paulo e atende várias celebridades brasileiras é alvo de uma investigação da Polícia Civil. Ela é suspeita de extorquir mais de R$ 50 milhões de uma cliente em Dourados, no Mato Grosso do Sul.

Uma mulher procurou a polícia na semana passada para confessar que havia desviado dinheiro da empresa em que trabalhava para pagar a religiosa após ser ameaçada por ela.

A vítima conta que começou a se consultar com mãe de santo em 2018, mas há pouco mais de um mês, a mulher passou a exigir quantias cada vez mais altas. Sem ter como pagar, ela decidiu interromper o acompanhamento, mas a líder religiosa ameaçou amaldiçoá-la afirmando que espíritos malignos iriam a perseguir e atormentá-la até que ela tirasse a própria vida.

Com medo, cliente passou a desviar verba da empresa para depositar em contas da mãe de santo. No total a vítima entregou mais R$ 50 milhões. Se sentindo culpada, ela procurou a delegacia e entregou toda a história, juntamente com o celular, mensagens trocadas com a mãe de santo, bem como uma planilha com informações bancárias sobre todas as 11 contas e repasses que fez a cada uma delas.

A Polícia Civil informou que já entrou com recurso para rastrear as contas e chegar aos proprietários das mesmas. O nome e demais informações sobre a líder espiritual estão sendo mantidos em sigilo para não comprometer as investigações.

Ainda segundo as autoridades, a cliente, em questão, também deve responder por furto, uma vez que o dinheiro pago não pertencia à ela, mas a empresa na qual ela atua.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS