Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

INVESTIGAÇÃO

Mãe confessa crime e laudo aponta que menino Rafael foi estrangulado

terça-feira, 26/05/2020, 14:38 - Atualizado em 26/05/2020, 14:38 - Autor: Com informações de Metrópoles


O corpo de Rafael Winques, 11 anos, foi encontrado na cidade de Planalto, no Rio Grande do Sul, nessa segunda-feira (25). A mãe, Alexandra Dougokenski, confessou ter dado uma superdosagem de remédio à criança para acalmá-la, mas laudo médico do posto médico de Carazinho confirmou que o menino morreu estrangulado, ao contrário do que havia sido apontado pela mãe.

Primeira versão: Mãe confessa ter matado filho de 11 anos com medicação

Segundo informações do Instituto-Geral de Perícias, a causa da morte foi por asfixia mecânica. Para o delegado do caso, Joerberth Nunes, a mãe não verificou se a criança estava morta e a enrolou em sacos plásticos, o que provocou a morte.

“Teria dado dois comprimidos de Diazepam para que ele dormisse com tranquilidade. Na madrugada, ela teria acordado e verificado, segundo ela, que a criança estava morta. Como que ela tinha a certeza que a criança estaria morta e não apenas desmaiada? Ela enrolou a criança no lençol, colocou fios em alguma parte do corpo e foi arrastando, segundo ela, até a residência ao lado”, alegou.

“A motivação do crime é uma incógnita. Até o momento, após todos os depoimentos coletados, nenhum indica qualquer desavença dessa mãe com esse filho. Isso torna o caso ainda mais complexo, mas certamente a Polícia Civil vai responder todas as perguntas”, disse Nunes.

Para não interferir nas investigações, a mãe de Rafael segue em prisão preventiva.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS