Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
32°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Brasil

CRUELDADE

Mãe confessa ter matado filho de 11 anos com medicação

segunda-feira, 25/05/2020, 22:23 - Atualizado em 25/05/2020, 22:23 - Autor: Com informações Gauchazh


Menino de 11 anos é morto pela mãe
Menino de 11 anos é morto pela mãe | Reprodução

Alexandra Dougokenski, mãe de Rafael Mateus Winques, de 11 anos, confessou que foi a responsável pela morte do filho. A chefe da Polícia Civil, delegada Nadine Anflor, confirmou na noite desta segunda-feira (25) que o corpo da criança foi localizado em Planalto, no norte do Rio Grande do Sul. 

A mulher alegou a morte do menino teria sido ocasionada por uma medicação. No entanto, a versão será apurada pela polícia. O corpo de Rafael foi localizado em uma casa abandonada, enrolado em um lençol e dentro de uma caixa, próximo ao local que ele morava. Em entrevista à Rádio Gaúcha, a chefe de polícia afirmou que os investigadores chegaram até a localização do corpo após a mãe confessar o crime e apontar onde deixou o cadáver do filho.

Em comunicado nas redes sociais, o Conselho Tutelar do município também confirmou a localização do corpo e lamentou a morte da criança. Alexandra afirmou que matou o filho de maneira culposa (sem intenção de matar) ao aplicar uma medicação no menino, que, segundo ela, era “muito nervoso”. 

A delegada informou que um pedido de prisão preventiva contra a mulher já foi encaminhado ao Judiciário e ela deverá responder por homicídio. Além disso, Nadine destacou que a possibilidade de alguém da família estar envolvido no desaparecimento da criança já era cogitada dentro da investigação. Agora, com a confissão da mãe e a localização do corpo, será apurada a eventual participação de outras pessoas no crime, informou a delegada.  

O desaparecimento

A mãe de Rafael havia contado ao Conselho Tutelar e à Polícia Civil que, na manhã do último dia 15,  acordou e o filho não estava mais dentro de casa. A mulher relatou também que a porta da frente estava aberta, com a chave pelo lado de dentro. Não foram identificados sinais de arrombamento da moradia. Desde então, buscas foram realizadas no município, inclusive com auxílio de cães farejadores. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS