Notícias / Pará

JUSTIÇA DECIDIU

Eleições suplementares em Tucuruí são canceladas. Entenda o motivo

Terça-Feira, 08/05/2018, 20:09:29 - Atualizado em 08/05/2018, 20:56:17 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Eleições suplementares em Tucuruí são canceladas. Entenda o motivo (Foto: Reprodução/RBA TV)
(Foto: Reprodução/RBA TV)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) anunciou nesta terça-feira (8) o cancelamento das eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município de Tucuruí, que estavam agendadas para o dia 3 de junho deste ano.

A decisão foi dada pela desembargadora Ezilda Pastana Mutran do TJPA (Tribunal de Justiça do Estado do Pará), que ordenou que fosse devolvido o cargo de prefeito a Artur de Jesus Brito, cujo mandato estava cassado pelo Legislativo Municipal.

ENTENDA

No dia 17 de abril, foi decidido pelo TRE a realização de uma eleição suplementar para os referidos cargos após a Câmara Municipal de Tucuruí cassar o mandato de Artur Brito por nove votos a três.

No entanto, com a decisão da desembargadora, as eleições não serão mais necessárias. À época, a orientação aos partidos e às coligações foi que eles teriam até o dia 27 de abril para entregar um requerimento de registro de candidatura de quem desejasse concorrer a eleição suplementar.

“Determino a imediata suspensão dos efeitos decorrentes da cassação realizada na sessão extraordinária da Câmara Municipal de Tucuruí dia 19/03/2018 a partir do Decreto Legislativo Nº 002/2018, bem como a imediata reintegração ao cargo de prefeito municipal de Tucuruí”, ordena Mutran.

Prefeito Jones William (PMDB) executado a tiros em julho de 2017 (Foto: Divulgação)

MORTE DE PREFEITO

No dia 25 de julho de 2017, o prefeito de Tucuruí Jones William (PMDB) foi vítima de uma emboscada e executado em um atentado a tiros no bairro Cristo Vive. Dois dias após a morte de Jones, o vice-prefeito Artur de Jesus Brito (PV) assumiu interinamente o cargo; a decisão o garantia na posição de novo prefeito até o dia 31 de dezembro de 2020.

Artur Brito (esquerda) e Josy Brito (direita); família tinha envolvimento na morte do prefeito Jones William (Foto: Divulgação)

ENTRE FAMÍLIA

No entanto, no dia 13 de novembro ele foi afastado após uma decisão judicial. Artur foi acusado de crimes de improbidade administrativa, ao direcionar contratos e licitações para um amigo e empresário local. No final de março desse ano, a Câmara Municipal de Tucuruí cassou o mandato de Brito por nove votos a três. A decisão foi tomada durante sessão extraordinária que apontou o prefeito afastado como principal beneficiado pela morte de William.

O episódio de corrupção, conspiração e morte chegou também na mãe do prefeito, a empresária Josenilde Silva Brito, que foi acusada pela Polícia Civil de mandar matar o prefeito Jones William. Josenilde foi presa em outubro no Centro de Recuperação Feminino, em Ananindeua. Ela recebeu dois pedidos de habeas corpus, o mais recente foi emitido no início de dezembro, que afirmava que não era mais necessária a prisão temporária porque as diligências envolvendo o caso já tinham sido cumpridas.

Bruno Oliveira foi detido tentando fugir, em setembro de 2017 (Foto: Reprodução/Whatsapp)

ASSASSINO DE PREFEITO

Em setembro de 2017, as investigações da Polícia Civil chegaram até Bruno Marcos de Oliveira, de 22 anos, detido no Aeroporto Internacional de Belém, tentando fugir para São Paulo. Ele apresentou documentos falsos para viajar e já estava na sala de pré-embarque quando foi preso.

A polícia afirmou que Bruno foi indicado como suspeito da morte de William após a checagem de imagens de câmeras de segurança. A identificação ficou fácil porque ele costumava praticar os assassinatos sem esconder o rosto. As investigações indicaram ainda que Bruno comete homicídios desde os 16 anos de idade e tinha envolvimento em, pelo menos, 20 mortes.

Bruno estava entre os 21 mortos na tentativa de resgate que aconteceu na tarde do dia 10 de abril, no Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III (CRPP III), Complexo de Santa Izabel, Região Metropolitana de Belém.

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL