Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

EFEITO PANDEMIA

Covid-19: Juruti quer proibir entrada de pessoas vindas do Amazonas na cidade

Neste domingo (10), foram registrados 965 novos casos de coronavírus no Amazonas, de acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - FVS/AM.

segunda-feira, 11/01/2021, 12:27 - Atualizado em 11/01/2021, 13:17 - Autor: Com informações do O Estado Net


O estado do Amazonas passa por uma forte crise na segunda onda da pandemia e Juruti busca prevenção
O estado do Amazonas passa por uma forte crise na segunda onda da pandemia e Juruti busca prevenção | Marco Santos/Agência Pará

Em decorrência do grande aumento do número de casos da covid-19 no estado vizinho, Lucidia Batista, prefeita do município paraense de Juruti, solicitou ao governador Helder Barbalho, o boqueio da divisa entre Pará e Amazonas. A intenção é impedir a entrada de embarcações com passageiros oriundas do do território.

A ação visa permitir o acesso apenas aos navios e barcos que transportam carga exclusivamente.

"Sei que é uma medida impopular, mas não queremos ver um pico de mortes em Juruti", escreveu a prefeita em redes sociais, no último domingo (10).

LEIA MAIS!

Amazonas enfrenta dificuldade para comprar oxigênio em meio ao segundo pico da Covid-19

Família perde tudo após casa pegar fogo no Marajó

A prefeitura solicitou ainda o reforço da Polícia Militar no contingente, além de cinco Kits UTI covid do Estado.

“Equipe da Saúde está no porto controlando a entrada e saída de Juruti, com Guarda Municipal, agentes da Vigilância e equipe da Saúde", diz a prefeitura através de nota, acrescentando que "equipes da Polícia Militar, Vigilância e Guarda Municipal estão intensificando as medidas restritivas e orientando a todos."

Segundo a prefeita, uma tenda está sendo montada na área externa do Hospital Municipal para triagem.

Vale lembrar que o Hospital Municipal de Juruti possui apenas um respirador. O outro aparelho foi devolvido à Alcoa.

O DOL solicitou nota ao Governo do Pará e aguarda um posicionamento sobre o pedido feito pela prefeitura municipal de Juruti.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS