Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Notícias / Notícias Pará

CRIME BRUTAL

Homem que desovou corpo de adolescente no Mangueirão ainda não foi identificado

sábado, 02/11/2019, 14:33 - Atualizado em 02/11/2019, 14:33 - Autor: Luiz Guilherme Ramos


| Reprodução

Consternados com a perda precoce da adolescente, de apenas 15 anos, familiares e amigos velaram o corpo dela em uma capela evangélica localizada no bairro da Marambaia, em Belém. A garota foi morta com requintes de crueldade, amarrada e levada em um carrinho de mão, antes de ser descartada em plena via pública, no bairro do Mangueirão, por um homem ainda não identificado pela polícia. O crime ocorreu na quarta-feira (30).

O corpo só foi reconhecido na manhã desta sexta, após a família estranhar o sumiço da jovem por mais de 24 horas. De acordo com um familiar dela, a vítima foi reconhecida por um tio, que identificou características semelhantes às do corpo levado ao Instituto Médico Legal e que até então estava sem identificação.

Muito abalado, o irmão contou que a jovem estava desaparecida havia pouco mais de 24 horas, e a informação que chegou até a família veio através de um taxista, de um ponto localizado no conjunto Panorama XXI, onde o corpo foi encontrado. “Ele nos procurou dizendo que recebeu um chamado para levar alguns sacos de lixo, mas não aceitou e disse que chamaria a polícia ao perceber que dentro do saco havia uma pessoa”.

Algumas horas depois, outras evidências surgiram, mas a família ainda não tem pistas concretas sobre o suspeito, que. “Nós não sabemos muita coisa, está tudo meio obscuro e com toda essa correria não pudemos nos voltar para saber quem foi”, lamenta. A vítima tinha apenas 15 anos. Concluiu o Ensino Fundamental. Tinha o desejo de se mudar para Santa Catarina, onde trabalharia em um salão de beleza de uma tia.

O sonho interrompido pegou todos de surpresa. A mãe dela, muito abalada, preferiu não conversar com a reportagem. Recentemente um vídeo circulou nas redes sociais de um homem conduzindo um carrinho de mão, onde supostamente o corpo, mas sobre esse vídeo, a Polícia Civil informou que “oficialmente, o mesmo não consta nos autos do inquérito policial sobre o caso. A partir da identificação da vítima, o inquérito irá se pautar também na investigação da rotina da vítima”. O caso segue em investigação na Divisão de Homicídios. Qualquer informação que leve à captura dos suspeitos pode ser dita através do disque denúncia, no número 181.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS