Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Notícias / Mundo-Notícias

REVOLTA NAS RUAS

Trump promete enviar tropas para conter violência em protestos

segunda-feira, 01/06/2020, 23:12 - Atualizado em 01/06/2020, 23:12 - Autor: FOLHAPRESS


| Shealah Craighead/Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (1º) que irá alocar milhares de soldados armados e policiais nas ruas da capital norte-americana e prometeu fazer o mesmo em outras cidades se prefeitos e governadores não conseguirem reconquistar o controle das ruas.

A morte de George Floyd, um homem negro, em Mineápolis sob custódia da polícia na semana passada provocou protestos generalizados pelos Estados Unidos. 

"Prefeitos e governadores devem estabelecer uma presença esmagadora de agentes da lei até que a violência seja contida", disse Trump em pronunciamento nos jardins da Casa branca enquanto autoridades dispersavam manifestantes com gás lacrimogêneo a algumas quadras de distância.

Casa Branca no escuro e Trump enviado a bunker: manifestações continuam em Washington  

Protestos em Washington por morte de George Floyd fecham Casa Branca

"Se uma cidade ou Estado se recusar a adorar as ações necessárias para defender a vida e a propriedade de seus residentes, então eu irei enviar os militares dos Estados Unidos e resolverei o problema rapidamente para eles", disse o presidente. 

Mais cedo, Trump havia feito um apelo aos governadores que reprimissem os protestos violentos, dizendo que as autoridades deveriam "dominar" e prender pessoas para restaurar a ordem, segundo notícias da mídia. 

"Vocês têm que dominar", disse Trump aos governadores em um telefonema particular, noticiou o jornal New York Times. "Se vocês não dominarem, estão perdendo tempo -- eles atropelarão vocês, vocês ficarão parecendo um bando de idiotas." 

Nesta segunda, dois médicos que conduziram uma autópsia independente de Floyd disseram que ele morreu por asfixia e que sua morte foi um homicídio.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS