Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Elas

Tem um fetiche, mas seu parceiro não curte? Saiba o que fazer!

sexta-feira, 22/03/2019, 09:48 - Atualizado em 22/03/2019, 11:10 - Autor:


O que fazer quando seu parceiro não curte ou não quer botar as fantasias sexuais em prática? Para recuperar o tesão com a vida sexual em crise, alguns casais (que tiveram os nomes trocados para proteger a identidade) contam suas experiências. As informações são do UOL.



Ingrid Kajira, de 30 anos, casada há oito anos com Guilherme, 50, explica que descobriu no sadomasoquismo uma forma de apimentar a relação, mas o marido não gostou nenhum pouco da ideia.



Após chorar e confessar que não conseguia “fazer um sexo mais agressivo”, como a mulher havia pedido, eles resolveram abrir o relacionamento para que Ingrid pudesse se satisfazer e para que Guilherme tivesse a chance de curtir o sexo tradicional com outras mulheres.



Marcos Correa, 43 anos, está namorando há quatro meses. Mas ele relembra que se enganou ao falar de seus fetiches com a namorada, ao mostrar uma foto de uma mulher amarrada e suspensa em uma caverna.


Segundo ele, a namorada “ficou assustada e falou que não faria aquilo de jeito nenhum”.



Segundo especialistas, o melhor é tratar sobre o assunto de forma suave, seja como uma brincadeira respeitosa ou até mesmo fazendo um comentário despretensioso. Vale ainda mostrar uma foto ou vídeo “leve” daquele fetiche, para não criar alvoroço ou assustar a pessoa.


Para os entrevistados, o essencial é respeitar os limites do par, sem forçar a barra. “Eu não tenho mais como pedir para meu marido puxar meu cabelo se isso vai ferir os sentimentos dele”, explica Ingrid.



Para quem está iniciando um relacionamento, os adeptos garantem que “é importante conversar sobre o assunto logo nos primeiros contatos, de forma mais direta, e identificar se a pessoa realmente gosta daquilo”.


Para quem não quer terminar o relacionamento, principalmente se já há uma vida conjunta construída ou há sentimentos envolvidos, os adeptos acreditam que a melhor saída é “propor uma abertura na relação”.


Leia também:



(Com informações do UOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS