Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

SITUAÇÃO COMPLICADA

Paysandu pode perder atacante a qualquer momento

Com uma sequência negativa nas costas e fora do G4 da Série C, Papão ainda deve perder o atacante Vinícius Leite para o Avaí. O zagueiro Perema é outro cuja renovação de contrato é complicada

quinta-feira, 15/10/2020, 09:36 - Atualizado em 15/10/2020, 11:34 - Autor: Tylon Maués/ Diário do Pará


O atacante Vinícius Leite tem nas mãos uma proposta generosa de time da Série B
O atacante Vinícius Leite tem nas mãos uma proposta generosa de time da Série B | Divulgação/ Ascom PSC

Desde o final da noite de terça-feira uma notícia tem rondado a Curuzu como um fantasma a assustar a torcida bicolor. O zagueiro Perema e o meia Vinícius Leite, ambos titulares desde o ano passado, estariam dando adeus ao Paysandu. O clube tem procurado a maior parte dos jogadores para fazer aditivos contratuais ou renovações por causa da mudança do fim da Série C. Mas os dois jogadores não assinaram ainda e eles teriam propostas bem mais vantajosas financeiramente.

Atacante quer vitória para dar fôlego ao Papão na briga pelo G4

O presidente Ricardo Gluck Paul reconhece que a manutenção de Vinícius é complicada, mas aposta na permanência de Perema até o fim da Série C. “O Perema não é mais visto como risco de não renovar. Nunca houve esse risco. Com o Vinícius estamos numa luta complicada, pois ele recebeu uma proposta agressiva e é difícil segurar um atleta nessa condição. Infelizmente, é consequência da pandemia que alargou o calendário e deixou os clubes com essa situação. Não tenho dúvida que ele fará falta se acontecer, mas o clube tem que olhar para frente”.

O que é fato é que os dois ainda não renovaram contrato e ficam sem vínculo com o Papão no dia 10 de novembro, podendo assinar com qualquer outro clube. Dois dias atrás o clube assinou mais uma leva de novos contratos com o goleiro Adailton, os zagueiros Kerve, Wesley Matos e Micael, o volante Yure (que está lesionado) e com os meias Victor Diniz e Luiz Felipe.

Contratado no ano passado, Vinícius Leite é titular absoluto e vestiu a camisa bicolor em 60 partidas, com nove gols marcados e 13 assistências. Em 2020 ele entrou em campo 25 vezes, sendo o que mais atuou esse ano ao lado do atacante Nicolas. O time com quem o empresário de Vinícius estaria negociando é o Avaí-SC, que disputa a Série B. A proposta seria de salário de R$ 45 mil e mais R$ 5 mil de ajuda de custo para o aluguel. Em tempo, o Paysandu tem em Vitor Feijão um atacante que joga pelos lados e que vem treinando na Curuzu desde a semana passada, mas que só poderá ser anunciado oficialmente quando sair a rescisão com o Figueirense-SC.

À imprensa catarinense, o técnico do Leão alviazul, Geninho, afirmou que o atleta bicolor foi oferecido e que não há nada fechado ainda. “O Vinícius foi um jogador oferecido ao Avaí. Não sou eu que posso te responder se ele está contratado. Foi feita a oferta e as informações que avaliamos são boas. É isso que passa por mim. A negociação não é comigo”, disse o treinador.

Para o atacante Nicolas, a perda dos dois companheiros seria algo muito sentido no elenco tanto pelo lado técnico quanto pela perda de dois companheiros, mas que o Paysandu vai continuar forte com o grupo que tem. “São jogadores importantes e trabalhamos juntos desde o ano passado. O Vinícius me ajudou muito lá na frente. O Perema é um cara extremamente competente em sua função. A perda tecnicamente seria enorme, assim como seria uma perda grande no vestiário porque são profissionais queridos”, disse. “Obviamente quem fica vai defender as cores do Paysandu e tem condições para isso. Confiamos em nosso grupo. Independentemente do que acontecer o que não pode mudar é nosso foco”, finalizou Nicolas.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS