Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

DUPLA NA LIDERANÇA

Bragantino e Fast brigam para chegar no andar de cima da tabela

Disputa pelos três pontos hoje, define quem fica em 1º na tabela do Grupo A-1.

quarta-feira, 30/09/2020, 10:55 - Atualizado em 30/09/2020, 12:01 - Autor: Tylon Maués


Axel defende o gol do Tubarão, logo mais, no estádio Diogão, em Bragança
Axel defende o gol do Tubarão, logo mais, no estádio Diogão, em Bragança | Marcelle Pires/Bragantino

O confronto entre Bragantino e Fast Clube-AM, hoje à tarde, em Bragança, não colocará apenas frente à frente os dois líderes do Grupo 1 da Série D, terá nos bancos de reservas dois ídolos do futebol paraense. O técnico do time amazonense é Ricardo Lecheva, que esteve no melhor Paysandu de todos os tempos nos anos 2000; uma década antes, Cacaio fez a alegria de bicolores e azulinos. Hoje os dois estarão medindo forças no estádio Diogão, às 15h.

O Tubarão do Caeté vem de um excelente empate fora de casa contra o Atlético-AC em 2 a 2, quando perdia por 2 a 0 e tinha um homem a menos. Expulso em Rio Branco (AC), Bruno Limão cumprirá suspensão automática. Serafim provavelmente será o titular. “O resultado no Acre foi excelente, mas tivemos muitas falhas, coletivas e individuais. O importante é que no geral o time se comportou bem e a equipe está melhorando”, comentou Cacaio.

Para o comandante do Bragantino, o jogo de hoje tende a ser o mais difícil até aqui, em especial por causa do adversário qualificado. “É um jogo de seis pontos entre os líderes. Mas, todo mundo ainda está muito próximo. Tem muita coisa por acontecer ainda. As dificuldades de amanhã (hoje) são porque o Fast é um time muito qualificado, um dos candidatos a passar de vaga”, disse. “Nos dois primeiros jogos saímos atrás e não podemos vacilar de novo. Até por que, se isso acontecer, vai ser difícil virar sobre o Fast”, completou Cacaio.

Pelo lado do tricolor amazonense, o meia Charles, artilheiro do clube com dois gols, sentiu um desconforto no músculo adutor da coxa e foi vetado pelo departamento médico. Ele se junta ao atacante Caíque, que testou positivo para Covid-19 e já ficou de fora desde a rodada passada. O meia Marco Goiano, ex-Bragantino, trata uma ruptura desde o início da pré-temporada e segue sem previsão de volta aos gramados.

Para Lecheva, o time precisa voltar a vencer sob perigo de perder a primeira colocação no grupo, mesmo sabendo das dificuldades que terá pela frente. “Mais um jogo difícil, mais um jogo valendo a liderança. Continuamos em primeiro lugar na chave e queremos voltar do jogo de Bragança nas mesmas condições, ainda como líder”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS