Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

SEGUE NO AIMORÉ

Sem valorização: cria da base não jogará pelo Papão em 2020

quarta-feira, 27/11/2019, 07:46 - Atualizado em 27/11/2019, 08:03 - Autor: Nildo Lima


Ainda não vai ser desta vez, Calbergue
Ainda não vai ser desta vez, Calbergue | Jorge Luiz/PSC

Embora a promessa, na Curuzu, seja de valorização, em 2020, de atletas surgidos na base do clube, o meia Alan Calbergue, de 21 anos, que esteve emprestado este ano ao Aimoré-RS, do Rio Grande do Sul, não fará parte do grupo bicolor. O atleta, cujo início da carreira aconteceu na base bicolor, de acordo com informação do presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, em conversa com a reportagem, retornará ao futebol da região Sul. “Ele tem contrato com o Aimoré e vai disputar o Gauchão pelo clube”, resumiu o dirigente, se referindo, óbvio, ao Estadual gaúcho.

Bicolor Caíque Oliveira explica pênalti perdido na Copa Verde e manda recado para Fiel

Calbergue chegou a disputar alguns jogos pelo Papão na atual temporada, mas, em meio a participação do time na Série C do Brasileiro, acabou sendo emprestado ao time sulista. O atleta, que não foi localizado, ontem, pela reportagem, em que pese as várias tentativas, estaria passando férias em Belém. No Aimoré, Calbergue participou de 12 partidas, anotando 4 gols. É a segunda experiência do atleta em outro clube. Antes, ele disputou as temporadas de 2017 e 2018 pelo Bragantino, pelo qual chegou a ser impedido de enfrentar seu clube de origem por força contratual.

O atleta começou na base do Papão, passando pelo sub-19 e sub-20 do clube até galgar o elenco profissional, surgindo como grande promessa. Pela equipe principal bicolor, o meia fez 24 partidas e 2 gols. Calbergue deve se apresentar no Aimoré no começo de 2020, conforme a programação elaborada pelo clube gaúcho.

Vai ser uma corrida contra o tempo

Sem data certa para estrear no Parazão, a primeira competição do clube em 2020, o elenco do Paysandu terá, no máximo, 15 dias para se preparar para a competição. A apresentação do grupo bicolor está marcada para o dia 3 de janeiro, com a primeira partida do time no Estadual devendo acontecer no dia 20, possivelmente, contra o Castanhal. Mas os dois primeiros dias dessa volta do elenco ao trabalho serão destinados aos tradicionais exames médicos e laboratoriais.

Os atletas também deverão se submeter aos exames cardíacos, feitos fora do clube. Os primeiros dias de trabalho serão destinados ao recondicionamento físico dos atletas, que, normalmente, voltam do período de férias em condições inadequadas. Durante a pré-temporada, que acontecerá em Belém mesmo, com o grupo ficando hospedado no hotel do próprio clube, a equipe bicolor deverá disputar um ou dois amistosos. As partidas servirão para que o técnico Hélio dos Anjos tenha um embasamento da equipe que estreará no Estadual.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS