Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

INJÚRIA RACIAL

Comentarista da Globo vai à delegacia após ser chamado de 'macaco' 

quarta-feira, 16/09/2020, 17:47 - Atualizado em 16/09/2020, 19:28 - Autor: Com informações UOL


|

O Comentarista de arbitragem da Globo, Paulo César de Oliveira vai registrar uma queixa-crime contra um torcedor que cometeu um ato de injúria racial no Instagram. Após a transmissão de Fluminense x Corinthians no último domingo (13), o ex-árbitro foi chamado de "macaco sem vergonha" por um perfil identificado como gugu.berti.

Neymar dá tapa em jogador que o chamou de macaco. Assista

Clube da Série C vai acionar STJD após jogo polêmico

"Ontem [terça] fiz contato com a delegacia especializada em crime virtual em São Paulo e agora vou registrar a ocorrência. Pediram pra salvar a URL do perfil, o print, e já fiz isso. Estou indo agora à tarde. O comentário ainda está na minha publicação, não respondi nada para não alardear, mas pedi orientação ontem e vou registrar. É inaceitável", explicou o ex-árbitro.

O torcedor que fez o xingamento já apagou todos os posts que tinha no Instagram, sumiu com o comentário e retirou a foto de perfil. Ele fez o xingamento por não ter concordado com uma análise de Paulo César durante a transmissão.

"Não conheço o internauta, não sei se é perfil falso ou se não é, acho que não, mas vou levar o caso adiante para servir mesmo como um processo educativo, uma forma de repudiar essa conduta", avisou o comentarista.

Após passar a informação de que entraria com uma denúncia, PC começou a receber apoio de seguidores pelo Instagram. 

Essa não foi a primeira vez que Paulo César de Oliveira foi alvo de racismo no universo da bola. Ele também já havia entrado com um processo contra o ex-jogador e ex-técnico Carlos Alberto Torres (1944-2016)..

"A primeira, infelizmente, foi com o falecido Carlos Alberto Torres, ele era técnico do Paysandu, fiz um jogo entre Paysandu e Flamengo, ele me ofendeu, chamou de 'negro de merda', teve uma repercussão muito grande, mas depois.

Cheguei a processá-lo, mas com o pedido de desculpas abri mão do processo, perdoei, que a alma dele descanse em paz", desejou.





Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS