Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
FESTIVAL

Sesc Melhores Filmes faz edição especial on-line

quarta-feira, 19/08/2020, 11:05 - Atualizado em 19/08/2020, 11:05 - Autor: Diário do Pará


“Meu Nome é Bagdá”, de Caru Alves de Souza, filme premiado no “Festival de Cinema de Berlim”, terá exibição única hoje, às 21h.
“Meu Nome é Bagdá”, de Caru Alves de Souza, filme premiado no “Festival de Cinema de Berlim”, terá exibição única hoje, às 21h. | Reprodução

Tradicionalmente realizado no mês de abril, o “Festival Sesc Melhores Filmes” adiou sua realização em virtude da pandemia do novo coronavírus, esperou para anunciar uma nova data, mas finalmente precisou se render ao formato on-line. O mais longevo festival de cinema de São Paulo terá uma edição especial que começa hoje, com a cerimônia de premiação dos filmes mais votados do último ano. Em transmissão ao vivo, a partir de 19h30, no canal do CineSesc no YouTube, o evento que visa homenagear o cinema nacional e mundial, os profissionais do audiovisual e o público terá apresentação da atriz Karine Teles em live aberta e gratuita.

Sem tapete vermelho, a live será transmitida direto da casa da atriz, que além de anunciar os vencedores deste ano ainda vai bater papo com alguns premiados. Também participam da cerimônia os jornalistas e críticos de cinema Flávia Guerra, Thiago Stivaletti e a cineasta Viviane Ferreira, que aquecem a premiação comentando sobre os filmes mais votados de 2019. Os vencedores serão conhecidos apenas na transmissão e, após a live, o site do Festival, melhoresfilmes.sescsp.org.br, publica a lista completa dos premiados e disponibiliza uma versão digital do catálogo com informações dos filmes mais votados pelo público e pela crítica.

“Ha anos o ‘Festival Sesc Melhores Filmes’ reúne trabalhos selecionados por um júri composto por críticos e pelo público, premiando em pé de igualdade seus favoritos. Excepcionalmente, esse exercício de inteligência e prazer precisa encontrar e oferecer outras formas de fruição e discussão, adaptados ao momento atual de pandemia, para continuar sendo esse espaço de construção do livre pensar, de lapidação do gosto estético e da argumentação pública, com responsabilidade e segurança”, explica Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo.

Após a live, e abrindo a “46ª edição do Sesc Melhores Filmes”, será transmitida gratuitamente a primeira exibição do filme “Meu Nome é Bagdá”, de Caru Alves de Souza, agraciado pelo júri na mostra “Generation”, dedicada a obras que retratam a juventude, do Festival de Cinema de Berlim.

Leia mais:

Netflix anuncia fim de 'La Casa de Papel'. Saiba o motivo!

Disney decide lançar 'Mulan' direto no streaming

HISTÓRICO

Criado em 1974, o “Festival Sesc Melhores Filmes” é o primeiro festival de cinema de São Paulo e destaca o que de mais significativo passou pelas salas de cinema da cidade, com programação escolhida democraticamente pelo público e pela crítica. Os filmes que participaram da votação deste ano foram aqueles lançados comercialmente nas salas de cinema de São Paulo em 2019, portanto antes do fechamento em virtude da pandemia.

Para esta edição especial on-line, foi selecionado um recorte com alguns dos títulos que estariam na edição presencial. Assim, o público poderá ver e rever gratuitamente filmes como o polonês “Guerra Fria”, de Paweł Pawlikowski; o dinamarquês “Rainha de Copas”, de May el-Toukhy; e o sueco “Border”, de Ali Abbasi; além dos nacionais “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles; “Greta”, de Armando Praça; “Torre das Donzelas”, de Susanna Lira; e “Divino Amor”, de Gabriel Mascaro. Eles terão exibições únicas no plataforma do Sesc Digital e ficarão disponíveis por 24h, de uma semana a até um mês, dependendo do filme.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS