Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
Viral

Apresentador começa a ler 'furo de reportagem', mas desiste ao ver conteúdo

sexta-feira, 16/03/2018, 16:15 - Atualizado em 16/03/2018, 16:15 - Autor:



Um apresentador da emissora afiliada da RedeTV! na Paraíba começou a ler um furo de reportagem ao vivo nesta quinta-feira (15), mas subitamente parou de ler a notícia. O motivo da interrupção fez com que o vídeo viralizasse nas redes sociais brasileiras.


No vídeo, o apresentador Fabiano Gomes, da TV Arapuan, afiliada da RedeTV! na Paraíba, começou a ler uma notícia recebida pelo celular, que ele informou ser exclusiva.


"Prendendo... Em Praia Formosa... Advogado... Polícia Federal... Agora, a informação é exclusiva...", disse o apresentador em meio a pausas que deixaram o público sem entender do que se tratava.


Mas após alguns segundos de silêncio, o apresentador soltou um “ah, Meu Deus…” e desistiu de ler a “notícia exclusiva”. Em seguida, tratou de chamar um anúncio comercial para disfarçar, sem explicar nada. O momento cômico foi ao ar, ao vivo, durante o telejornal Tribuna livre.


A tal notícia exclusiva era a detenção do advogado Rodrigo Pinto, genro do dono da emissora paraibana, o empresário João Gregório.


Rodrigo Pinto foi detido, na manhã desta quinta-feira (15), durante uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Distrito Federal contra suspeitos de fraudarem o Sistema de Bilhetagem Automática (SBA) do DFTrans (Transporte Urbano do Distrito Federal).


De acordo com a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) da Paraíba, Rodrigo Pinto está entre os suspeitos do crime e já foi levado para Brasília.


Segundo informações da polícia, o dinheiro vem sendo desviado desde 2014 e o valor gira em torno de R$ 1 bilhão. Além da Paraíba, as prisões também ocorreram em Pernambuco, no Distrito Federal e em Goiás. Entre os detidos, está um auditor fiscal que já havia sido preso no ano passado.


Veja o vídeo.




(Com informações do portal Diário do Pernambuco)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS