Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
SÓ NO BRASIL!

Refém sai de sequestro com garrafa de cerveja e vira meme

sexta-feira, 29/11/2019, 23:06 - Atualizado em 29/11/2019, 23:14 - Autor: Igor Reis


| Reprodução

Um sequestro que fez sete reféns em um bar na Lapa, região boêmia do Rio de Janeiro, assustou a cidade na tarde desta sexta-feira (29). No entanto, uma cena curiosa chamou atenção no início da noite e ganhou as redes sociais: ao deixar o estabelecimento, o quarto refém liberado saiu com uma garrafa de cerveja na mão, despreocupado em meio à grande operação montada pela Polícia Militar.

A cena do senhor saindo do bar escoltado por um policial com uma garrafa na mão viralizou nas redes sociais, que logo definiram que a ação só poderia ter acontecido no Rio de Janeiro. “Só no RJ um refém de sequestro sai do bar com a garrafa de cerveja na mão”, publicou o apresentador Rodrigo Cebrian, da GloboNews, em seu Twitter.

A apresentadora Ana Luiza Guimarães, que comanda um jornal regional, narrou o episódio ao vivo e, nas redes sociais, disse não ter acreditado no que viu. “Gente, o refém sendo libertado sorrindo com uma garrafa de cerveja na mão. Eu narrando ao vivo sem querer acreditar!”, disse. “O Rio de Janeiro não é para amadores”, respondeu uma seguidora.

“Vi essa cena na tv e fiquei rindo meia hora. O coroa era refém de um sequestro no bar na Lapa, uma apreensão danada, daí ele foi liberado e saiu com uma cerveja na mão como se nada tivesse acontecido. Meu país Rio de Janeiro em uma foto”, comentou o jornalista Victor Mendes em postagem.

Assista ao vídeo: 

O sequestro

Por volta das 15h da tarde a Polícia e o Corpo de Bombeiros foram acionados para atuar no sequestro que mantinha sete reféns em um bar que estava prestes a fechar na Lapa. O homem responsável pela ação teria tido desavenças com a dona do estabelecimento na semana anterior. A região foi cercada e o trânsito desviado. Quatro pessoas já foram liberadas.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS