Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Tuédoidé? / Curiosidades

Curiosidades

16 Fatos que provam que o Japão está localizado em outra dimensão – ou quase

sexta-feira, 21/09/2018, 22:00 - Atualizado em 21/09/2018, 22:00 - Autor:


O Japão é um país fascinante, repleto de de peculiaridades. Sua cultura atrai muitos turistas, curiosos pelos costumes bem diferentes dos que estamos acostumados aqui no Brasil.

O Japão é um país mais conservador quando se trata de relacionamentos, e além disso as pessoas por lá costumam ser muito estudiosas e inteligentes. Ah, e para quem gosta de cafés, por lá existem cafés temáticos até para quem ama corujas. Veja abaixo outras curiosidades.

1 – Os japoneses pedem em casamento como se estivessem contratando um chef

Os japoneses são um tanto tímidos e modestos, e às vezes até uma proposta de casamento pode ser feita de maneira indireta. Por exemplo, um homem pode perguntar a sua namorada: “Você vai cozinhar sopa para mim todos os dias?”. Ele também pode perguntar se ela está pronta para ser enterrada em um túmulo próximo ao dele (isso significa que o amor é tão forte que sobreviveria a ambos). As mulheres japonesas, por outro lado, esperam que seus namorados estrangeiros expressem seus sentimentos e desejos de forma mais aberta. Além disso, uma noiva tem que pedir a aprovação dos pais antes de casar.

2 – Um gato ou um cachorro pode se tornar um “chefe de estação”

Na estação de trem de Kishi, um gato ocupa a alta posição de “chefe de estação”. Tama foi a primeira gata a ocupar esse posto. Ela cumprimentava os passageiros e, como pagamento, ela recebia comida. Ela até participou da filmagem de um documentário local. Depois de sua morte, milhares de pessoas prestaram homenagens e ela foi consagrada em um santuário xintoísta próximo como uma deusa espiritual. Em 2015, sua posição foi ocupada por seu sucessor, Nitama.

O mestre da estação na estação de trem de Jigas Ajigasawa é um cão. Seu nome é Wasao. Graças a Tama e Wasao, o número de turistas que visitam pequenas cidades aumentou significativamente.

3 – Há peixes nos canais de escoamento

via GIPHY

A água nos canais de inundação do Japão é realmente limpa; e o esgoto não se mistura a ela. Sua qualidade é ainda melhor do que a água da torneira e os peixes nadam livremente nela. A água subterrânea que é entregue a esses canais pode ser usada como gelo ou para cozinhar. Este sistema é chamado kabata.

4 – Alunas usam mini-saias e meias até o joelho, mesmo no inverno

Em qualquer época do ano, as alunas das escolas usam mini-saias plissadas com meias brancas, pretas ou pretas até o joelho. A maioria dos estudantes usa shorts sob as saias. Muitas escolas japonesas têm vestiários comuns para estudantes do sexo masculino e feminino.

5 – O festival Hadaka Matsuri reúne milhares de homens nus e seminus

O Hadaka Matsuri é um festival anual com mais de 9.000 participantes do sexo masculino. Os homens usam um mínimo de roupas: apenas uma tradicional tanga japonesa, a fundoshi. Eles também podem usar um quimono ou estar completamente nus em alguns casos. O festival tem raízes religiosas profundas, e acredita-se que a nudez dos homens absorve as forças do mal. Uma das etapas do festival é ser jogado na multidão por um sacerdote. O festival raramente passa sem um nariz quebrado ou partes do corpo machucadas.

6 – Até robôs morreram em Fukushima

Em 2011, um terremoto desastroso provocou um tsunami que causou um terrível acidente na usina nuclear de Fukushima. O nível da contaminação radioativa era tão alto que era impossível entrar na usina e remover os restos. Cinco robôs foram enviados para lá, mas nunca voltaram. Assim que chegaram ao reator nuclear, seus circuitos quebraram.

7 – No Japão, acredita-se que gatos pretos trazem sorte

Muitas pessoas acreditam que gatos pretos trazem azar, mas no Japão isso é diferente. As pessoas no Japão acreditam que os gatos pretos trazem sorte, principalmente para mulheres solteiras, que acreditam que eles atraem pretendentes.

8 – Uma empresa japonesa existiu por 14 séculos

De acordo com dados de 2009, existem mais de 21.000 empresas com mais de 200 anos de idade no Japão. A empresa mais antiga do mundo, com mais de 14 séculos, é a Kongo Gumi. Esta construtora foi fundada em 578 e se especializou na construção de templos budistas. Somente em 2006, devido à falência, a empresa foi comprada por outra empresa.

9 – As pessoas mordem coisas em um programa de TV japonês

A TV japonesa tem muitos programas bizarros. Em um deles, os participantes têm que morder vários objetos inanimados para determinar se eles são feitos de chocolate ou não. Os doces são extremamente semelhantes a peças de mobília, acessórios ou sapatos, e é muito difícil dizer se eles são reais ou não.

10 – Você pode tirar uma soneca em cafés especiais

Há cafés onde você pode tirar um cochilo em uma cama confortável e macia, pelo tempo que precisar. A equipe o acordará quando necessário e lhe levará uma xícara de café.

11 – Alguns japoneses passam anos morando em cyber cafés

Nem todas as pessoas no Japão têm dinheiro suficiente para alugar um apartamento. Muitas delas acabam passando anos em cyber cafés. O assento limitado nem sempre permite que alguém se deite com o corpo esticado e tenha uma vida confortável. Além do acesso à internet, os cyber cafés também oferecem a seus visitantes chuveiros e bebidas não alcoólicas gratuitas. O preço médio para ficar nestes lugares é menor (US $ 12-22 por dia) do que em hotéis cápsula (US $ 18-36 por dia).

Um hotel-cápsula é um tipo de hotel com quartos extremamente compactos, feito para fornecer acomodações de baixo custo para os clientes.

12 – Existem cafés onde você pode conversar com corujas

Existem muitos tipos diferentes de cafés animais no Japão. Um deles é o café Fukuro, em Tóquio. O lugar é tão popular que as pessoas ficam na fila por horas antes de abrir. Existem regras estritas sobre sua comunicação com corujas: você só pode tocar suas costas ou cabeças e todos os visitantes recebem instruções antes de terem contatos com elas.

13 – Boates no Japão só podiam permanecer abertas até meia-noite

Em 1948, o Japão adotou uma lei que proíbe a dança após a meia-noite em boates, bares e outros locais públicos. Nos anos do pós-guerra, as boates eram locais de entretenimento para adultos. A situação mudou há muito tempo, mas a restrição permaneceu. Em 2015, a lei foi revisada e boates e bares com iluminação adequada agora podem ser abertos a noite toda.

14 – Semáforos japoneses têm luzes azuis em vez de verde

A língua japonesa tem muitas palavras que não existem em outras línguas, mas por séculos, foi usada a mesma palavra para “verde” e “azul”. A palavra “midori” apareceu para identificar a cor verde, mas eles ainda a consideravam um tom de azul. Devido à confusão gerada pela mistura de cores, o semáforo verde, na verdade, é azul.

15 – Latas de cerveja têm inscrições feitas em Braile

O governo japonês tem muita atenção ao cuidado dos cegos. Por exemplo, latas de cerveja têm inscrições feitas em Braile. Porém para os estrangeiros cegos isso não faz diferença, pois a escrita em Braile é feita no idioma japonês.

16 – Os japoneses raspam a cabeça para expressar sentimentos de remorso

Alguns japoneses raspam a cabeça como forma de confessar a culpa. Em 2013, a estrela pop Minami Minegishi, da banda КК48, raspou o cabelo por se sentir culpada por passar a noite com o namorado. O contrato que ela assinou com АКВ48 afirmou que todos os integrantes não devem namorar ou de qualquer outra forma estragar sua imagem de inocência. Ela disse que não queria deixar a banda e reconheceu sua culpa com o tradicional corte de cabelo. Essa tradição, como muitas outras, está se tornando obsoleta. Os japoneses têm mais de 20 maneiras de se desculpar.

Fonte: Bright Side

Fonte: Tudo Interessante

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS