Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Tuédoidé? / Curiosidades

VONTADE INCONTROLÁVEL

Síndrome de Pica: saiba se você sofre deste mal

quinta-feira, 12/12/2019, 17:39 - Atualizado em 12/12/2019, 17:37 - Autor: Com informações do Metro


|

Não é incomum desejar sentir certos cheiros ou se perguntar como é o sabor de um item não comestível. 

Mas se você está se alimentando de substâncias não alimentares, pode estar sofrendo de síndrome de pica. 

Pica é um distúrbio alimentar em que alguém come itens não comestíveis, sem valor nutricional. Geralmente, isso inclui papel, sabão, tinta, giz ou gelo.

Não é estranho gostar de comer gelo - e isso pode significar que você não tem ferro. Mas se você se sente atraído a comer coisas nada convencionais, poderá receber o diagnóstico.

Para receber um diagnóstico de pica, o comportamento deve estar presente por pelo menos um mês, de acordo com Beat, site especialista em distúrbios alimentares.

Um diagnóstico da síndrome não é dado se a ingestão de algo faz parte de uma prática cultural ou se é inadequada para o desenvolvimento - por exemplo, geralmente não é diagnosticada em crianças com menos de dois anos de idade. É comum os bebês colocarem objetos na boca, o que pode levá-los a comer acidentalmente substâncias que não devem ser comidas.

De fato, muitas vezes, a pica não é revelada até que ocorram problemas médicos, como toxicidade de metais, dentes rachados ou infecções. A pica afeta pessoas de todos os sexos e idades, embora seja mais provável que apareça em crianças e possa ocorrer ao lado de outras doenças, como distúrbios alimentares.

Também pode afetar pessoas com outras condições associadas ao mau funcionamento, como deficiência intelectual, autismo e esquizofrenia. 

Segundo a Associação Nacional de Distúrbios Alimentares do Reino Unido, a anemia por deficiência de ferro e a desnutrição são duas das causas mais comuns de pica, seguidas pela gravidez. Nessas pessoas, a pica é um sinal de que o corpo está tentando corrigir uma deficiência significativa de nutrientes.

Muitas vezes, tratar esses problemas com medicamentos ou vitaminas resolve o problema.

No entanto, a pica pode ser difícil de diagnosticar - porque geralmente está oculta. As pessoas com esse distúrbio geralmente não evitam outros alimentos, não recebendo todos os nutrientes de que precisam sem que ninguém suspeite de nada. 

Mas alguns itens não alimentares que eles consomem podem ser incrivelmente perigosos, especialmente se consumidos em grandes quantidades.

Se você está preocupado que você ou alguém que você ama tenha pica, há alguns sinais a serem observados. Os sintomas incluem o desejo de consumir substâncias que não deveriam ser consumidas. Ao comer essas coisas, vai desenvolvendo uma doença física como resultado da ingestão de substâncias nocivas.

Beat diz: 'As razões pelas quais as pessoas desenvolvem pica ainda não são claras, embora vários cientistas o tenham vinculado ao sistema nervoso e entendido como um comportamento aprendido ou mecanismo de enfrentamento. Em alguns casos, as pessoas com pica são deficientes em certos minerais ou vitaminas, mas esse geralmente não é o caso. A porcentagem de pessoas que possui a síndrome ainda não é conhecida, pois pesquisadores podem usar definições diferentes de pica, levando a resultados distintos. Se você ou um ente querido está sofrendo da síndrome, é importante que você vá ao médico o mais rápido possível e não espere até que algo dê errado. A primeira linha de tratamento geralmente envolve testes de deficiências de minerais ou nutrientes e a correção”.

A Associação Nacional de Distúrbios Alimentares declara: 'Em muitos casos, os comportamentos alimentares desaparecem à medida que as deficiências são corrigidas. Se os comportamentos não forem causados por desnutrição ou não pararem após o tratamento nutricional, uma variedade de intervenções comportamentais estará disponível. Os cientistas que estudam o autismo desenvolveram várias intervenções efetivas diferentes, incluindo redirecionar a atenção da pessoa para longe do objeto desejado e recompensá-la por descartar ou estabelecer o item não-alimentício’.

Fonte: Metro

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS