Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Tuédoidé? / Curiosidades

ESTUDO

Comer macarrão guardado na geladeira pode levar à morte, diz pesquisador

terça-feira, 05/11/2019, 20:48 - Atualizado em 05/11/2019, 20:48 - Autor: DOL


Alimento é alvo fácil para bactéria que já causou mortes ao redor do mundo
Alimento é alvo fácil para bactéria que já causou mortes ao redor do mundo | Reprodução

Se para alguns a intoxicação alimentar não é percebida, para outros pode se tornar um caso extremo de vida ou morte. Um dos pratos conhecidíssimos do brasileiro, o macarrão, é o exemplo perfeito disso por ser um alvo fácil para a bactéria Bacillus cereus, responsável por causar náusea, vômito ou mesmo a morte.

A bactéria, que é transmitida por meio de alimentos, já virou notícia como autora de algumas mortes ou quase mortes por conta de sua ingestão. Em 2005, cinco crianças da mesma família foram para o hospital e uma morreu após comer uma salada de macarrão. Já em 2011, um estudante da Bélgica ingeriu macarrão com molho de tomate requentado de cinco dias atrás e também morreu.

A preocupação, segundo o professor de biotecnologia da Universidade Nacional da Austrália, Anukriti Mathur, é dirigida para a manipulação do alimento depois que está pronto e é guardado para consumo posterior. “Os habitats naturais conhecidos de B. cereus são amplos, incluindo solo, animais, insetos, poeira e plantas. As bactérias se reproduzirão utilizando os nutrientes dos produtos alimentares [...] incluindo o arroz, laticínios, especiarias, alimentos secos e vegetais”, explicou ele que fez uma pesquisa sobre o assunto.

Pensando nisso e tendo em vista que o germe se instala em qualquer alimento que esteja em temperatura ambiente, a melhor maneira de prevenção é manter a boa higiene na hora do preparo, aquecer adequadamente os alimentos para estarem livres da contaminação e não deixá-lo exposto ao ar livre por muito tempo sem uma proteção.

(Com informações do Exame)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS