Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$

Tuédoidé? / Curiosidades

 "AMOR REPRIMIDO"

Militar conta preconceito por ser fã de Sandy e Júnior: ‘não pega bem pra tropa’

domingo, 21/07/2019, 10:45 - Atualizado em 21/07/2019, 11:42 - Autor: DOL


| Arquivo Pessoal

O retorno da dupla Sandy e Júnior aos palcos, neste ano, tem provocado êxtase aos fãs, que poderão reviver o amor pelos músicos após um longo período. Muitos seguidores dos filhos de Xororó, no entanto, tiveram que enfrentar preconceito somente por gostar dos dois: foi o caso do militar Ricardo Lima, que sofreu discriminação da tropa e chegou a ser repreendido por um superior. A história foi contada pelo portal Extra. 

Para assistir a uma apresentação de Sandy e Júnior, em Brasília, Ricardo comprou um celular que dava ingressos para um show. No entanto, o momento de alegria durou pouco, porque, ao publicar fotos em suas redes sociais, os colegas de trabalho começaram a fazer cachota com ele.

“Para eles era estranho um homem curtir Sandy e Junior. Ficavam zoando, cantando "Maria chiquinha" para mim. Não guardava rancor, mas ficou marcado”, comenta o militar

“Depois, meu subcomandante me chamou para conversar e disse que ‘não pegava bem para a tropa’. Fiquei chateado com isso. Tive que ficar com o amor reprimido. Ele sugeriu até que eu evitasse adicionar os colegas nas redes sociais”, relembra Ricardo, em entrevista ao portal Extra.

Ricardo acompanhou o show de Brasília da turnê

O militar em foto ao lado da dupla durante a turnê "Nossa História". Foto: Arquivo Pessoal

O tempo passou, a dupla se separou em 2007, e Ricardo não tinha muito o que comentar dos filhos de Xororó. O militar subiu de patente, os colegas de trabalho mudaram e, com o retorno da turnê "Nossa história", a situação mudou.

“De dois em dois anos a tropa muda, então perdi o contato com aqueles colegas. Estou três postos acima, ganhei respeito, nesse meio tempo acabei assumindo a minha homossexualidade, casei, levei a certidão para o quartel... O capitão teve que aceitar e é lei”, complementou o militar.

Finalmente, no show em Brasília, Ricardo teve chance de conhecer os cantores no camarim. Esta é a terceira vez que o militar - que acompanha os irmãos desde o início da carreira - encontra a dupla. Mesmo assim, ele disse que ficou "paralisado".

“Foi incrível, foi ótimo. É uma sensação muito diferente. É muito rápido, eles me deram um autógrafo, tiramos fotos, a Sandy perguntou do meu bigode. Valeu muito”, disse Ricardo. 

O militar já fez várias loucuras pela dupla. Para assistir a um show de Sandy e Júnior em Minas Gerais, por exemplo, ele teve que e sacrificar o emprego de garçom.

“Meu chefe disse que ia me demitir. Mas eu não esperava, pois trabalhava para ele há dois anos e ele sabia que era o meu sonho. Eu até trabalhava domingo e pagava uma pessoa para gravar em VHS o seriado "Sandy e Junior", porque não conseguia assistir no horário. Não teve jeito. Não me arrependo, não tem preço realizar um sonho, seja ele qual for”, diz Ricardo, aos risos.

(Com informações do portal Extra)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS