Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Bizarro

Bancário leva mais de seis meses para contar herança deixada em moedas

domingo, 17/12/2017, 15:21 - Atualizado em 17/12/2017, 15:21 - Autor:


Duas atitudes de boa intenção e paciência renderam frutos, e uma boa história, a uma família na Alemanha: a primeira, de um caminhoneiro alemão que deixou para a família cerca de 1,2 milhão de moedas coletadas durante 30 anos de viagens; e a segunda, do funcionário de um banco que se propôs a conferir a “bolada”.

As moedas eram de pfennige, o centavo de marco alemão, adotado pela República Federal da Alemanha antes da entrada em circulação do euro. Normalmente, se alguma família alemã possuir essas moedas, pode enviar pelos correios e trocar por euros. No entanto, nesse caso, era impossível postar as dezenas de sacos de moedas.

A família, então, decidiu levar pessoalmente a herança em uma van ao banco. Eram cerca de 1,2 milhão de moedas, reunidas nos sacos. Só que a situação ficou ainda mais complicada: a máquina de contagem de moedas não poderia fazer o trabalho, já que muitas das unidades estavam enferrujadas ou coladas umas às outras.

Eis que um funcionário do banco Deutsche Bundesbank, na cidade de Oldenburg, assumiu o trabalho de aferição manual. O homem, chamado Wolfgang Kemereit, levou mais de seis meses para concluir o trabalho.

Cada saco de moedas levava mais ou menos uma hora para ser contado. "Até que gosto dessas coisas, então nesse sentido não foi um problema”, disse Kemereit à emissora alemã NDR 2.

Todo esse trabalho rendeu bem-vindos 8 mil euros à família do falecido. A NDR 2 anunciou a história com a manchete "Kleinvieh macht auch Mist!", um provérbio alemão que diz, literalmente, "Gado pequeno também faz estrume", lembrando que pequenas coisas acumuladas podem resultar num total significativo.

Embora o marco tenha saído de uso em 2002, ele pode ser trocado em qualquer filial do banco central alemão, por prazo indefinido e sem cobrança de taxas, à cotação fixa de 1,96 marco para cada euro.

(Com informações do portal UOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS