Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
CASO RARO

Bebê nasce com duas cabeças e deixa médicos confusos. Veja!

quarta-feira, 01/07/2020, 15:43 - Atualizado em 01/07/2020, 15:49 - Autor: Tomas Tavares


Um bebê que nasceu com duas cabeças está lutando pela vida em uma unidade de terapia intensiva (UTI), enquanto médicos acompanham o processo.

Os gêmeos siameses compartilham um corpo e há apenas um órgão genital, que se acredita ser do sexo masculino, de acordo com médicos de Samarkand, Uzbequistão, onde ocorreu o caso.

As informações são do Daily Star.

O médico Dilshod Rakhmonov disse à mídia local que "usando linguagem médica, esses são gêmeos siameses" - mas ele se referiu a uma única criança. "No momento, o bebê está na unidade de terapia intensiva do nosso centro", disse.


Os órgãos internos do bebê são duplicados, há apenas um órgão genital e, além disso, o recém-nascido tem duas cabeças.

“Esse é um caso muito raro, em 200.000 ou 220.000 casos. Essas crianças podem viver uma vida longa, podem viver até 30 ou 50 anos de idade". Porém, os médicos acreditam que este caso em específico é um pouco mais complicado, pois os corpos cresceram juntos em um.

“Por esse motivo, planejamos realizar verificações complexas. Agora, o estado geral da criança não é ruim, estão sendo tomadas medidas para tratá-la", disse Rakhmonov. Segundo ele, a circulação sanguínea dos gêmeos é normal e prometeu "tomar todas as medidas para garantir que o bebê sobreviva".


Os principais médicos do Uzbequistão foram consultados e especialistas estrangeiros também seriam contatados para ajudar a criança.

Surgiu uma teoria de que este é um caso de Craniopagus parasiticus, um tipo extremamente raro de geminação parasitária que ocorre entre dois e três casos em cinco milhões de nascimentos.

Envolve uma cabeça gêmea parasita, com um corpo não desenvolvido ligado à cabeça de um gêmeo desenvolvido.

Menos de uma dúzia de casos desse tipo de gêmeo siameses foram documentados na literatura.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS