Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Longa Duração: revisão do Kicks leva três horas, mas decepciona

sexta-feira, 14/07/2017, 18:25 - Atualizado em 14/07/2017, 18:25 - Autor:


Kicks aos 40.000 km: rodada dupla para a solução de problemas

Kicks aos 40.000 km: rodada dupla para a solução de problemas (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Já relatamos dois barulhos na traseira do Kicks: um rangido durante a movimentação da tampa do porta-malas e um ruído de partes metálicas batendo no encosto do banco. Na ocasião, dissemos que pediríamos uma verificação durante a quarta revisão. E assim foi feito.

Com 40.000 km, o SUV foi entregue aos cuidados da Sinal Japan, em Osasco (SP). Com ele, deixamos o pedido de uma solução para os barulhos. revisão em si, com troca de lubrificante do motor e de todos os filtros (ar, óleo, combustível e de cabine), tem preço sugerido no site da Nissan de R$ 565. 

E foi exatamente o que pagamos. No caixa, notamos a ausência do filtro do ar-condicionado na nota. “Estamos com um problema no sistema. Mas ele foi trocado e o valor final não foi alterado”, tentou justificar o técnico da Sinal.

No fim das contas, a Sinal Japan não precisou de mais que três horas para fazer a manutenção em nosso SUV. Com a revisão em si, tudo correu bem. Os serviços de alinhamento, balanceamento e rodízio – pelos quais pagamos R$ 170 – também foram feitos a contento.

Foi o que constatou o nosso consultor técnico, Fabio Fukuda, em sua oficina, para onde o Kicks foi enviado imediatamente depois de sair da autorizada. No entanto, bastou movimentar a tampa do porta-malas para notar que agilidade da Sinal Japan fora, na verdade, pressa. “O ruído de porta de casa mal-assombrada permanece o mesmo”, disse Fukuda.

Quanto ao banco traseiro, nova decepção: “Apesar de ter liberado o carro, o técnico da concessionária avisou que o reparo só seria possível em outra data”, diz o piloto de testes Eduardo Campilongo, que acompanhou a manutenção do Kicks.

A resolução para o problema exigiria uma desmontagem completa do sistema interno do encosto, uma vez que o pino superior havia se soltado do cabo interno.

Conforme combinado, dias depois estávamos nós (e o Kicks) na Sinal Japan novamente. Após um dia em reparo, outra liberação. “Deu uma trabalheira danada. Tivemos que desmontar toda a parte traseira do encosto. Na tampa do porta-malas, caprichamos na lubrificação”, disse o técnico. Ambos os problemas, de fato, foram sanados.

Atrás, amortecedores, dobradiças e fechaduras com excesso de lubricante

Atrás, amortecedores, dobradiças e fechaduras com excesso de lubricante (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Clique aqui para ver a lista com todas as reportagens sobre o Nissan Kicks no Longa Duração.

Nissan Kicks –  40.191 km

Consumo

  • No mês: 7,6 km/l com 32% de rodagem na cidade
  • Desde set/16: 8,2 km/l com 24,3% de rodagem na cidade
  • Combustível: etanol

Gastos no mês

  • Combustível:  R$ 1.455
  • Alinhamento: R$ 170
  • Revisão: R$ 565

Ficha técnica

  • Versão: SL 1.6 16V
  • Motor: 4 cil., diant., transv., 1.598 cm3, 16V, flex, 114 cv a 5.600 rpm, 15,5 mkgf a 4.000 rpm
  • Câmbio: automático, CVT, tração dianteira

Arquivado em:Testes Tagged: Longa Duração, longa duração - nissan kicks, revisões

Fonte: Quatro Rodas Abril

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS