Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Qual a diferença entre pré-ignição e detonação?

quarta-feira, 12/07/2017, 18:25 - Atualizado em 12/07/2017, 18:25 - Autor:


tempo de explosão

Nem sempre a queima do combustível dentro do motor é perfeita (Reprodução/Youtube)

Qual a diferença entre pré-ignição e detonação? – Douglas Biaggi, por e-mail

São problemas semelhantes que fazem com que o combustível queime antes do momento ideal. O que muda é a causa, bem diferente entre eles.

A detonação (conhecida popularmente como batida de pino) é provocada principalmente pelo combustível adulterado de baixa octanagem, mas também pode ser resultado de mistura pobre, não homogênea, ignição adiantada ou superaquecimento do motor.

Na hora da compressão, há a combustão espontânea da mistura, criando uma pressão bem maior que normal. Então, essa onda de pressão se propaga e vai reverberando pelas paredes da câmara, criando um som característico – daí a batida de pino.

Indícios de carbonização na lateral dos pistões do Chevrolet Zafira 2.0 8V, após 60.000 km, no Longa Duração (Quatro Rodas/Quatro Rodas)

O processo, mais comum em motores de alta taxa de compressão, pode danificar severamente a cabeça do pistão e as paredes do cilindro. A combustão pouco eficiente faz a câmara de combustão superaquecer, além de deixar restos de carvão pairando na câmara.

É o acúmulo desse carvão que provoca a pré-ignição. As partículas de depositam as na cabeça do pistão ou no interior do cilindro. O calor faz com que o carvão fique incandescente e queime o combustível antecipadamente.

Outra possibilidade é o surgimento de áreas muito quentes (como as velas, de padrão inadequado) ou sistema de arrefecimento do motor deficiente.

A detonação provoca desgaste na cabeça do pistão e, em casos extremos, pode afetar também os anéis de segmento (que limpam as paredes do cilindro e isolam a câmara de combustão do cárter).

A pré-ignição, porém, pode perfurar o pistão e até mesmo quebrar o virabrequim.


Arquivado em:Auto-serviço Tagged: correio técnico, motores

Fonte: Quatro Rodas Abril

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS