Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Autodefesa: problemas no arrefecimento do Nissan Sentra

segunda-feira, 29/05/2017, 16:25 - Atualizado em 29/05/2017, 16:25 - Autor:


Fernando Sanchez: custo de R$ 7.000 só das peças

Fernando Sanchez: custo de R$ 7.000 só das peças (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

O eletroventilador é fundamental em qualquer automóvel: ele garante a refrigeração adequada do motor, evitando o superquecimento. É por isso quem alguns proprietários do Nissan Sentra andam tão preocupados com os crescentes relatos de defeito no equipamento, que neste caso também ajuda no bom funcionamento do ar-condicionado.

A avaria ocorre de duas maneiras: ou a ventoinha é acionada só algumas vezes ou ela para de vez. Nesta situação, o motor pode aquecer até ferver.

No último mês, membros do Nissan Clube nos procuraram para relatar que já contabilizam mais de 30 casos de quebra do eletroventilador em sedãs produzidos de 2013 a 2015.

Entre eles, está o empresário Fernando Palma Sanchez, de São Paulo. “Em um dia quente, percebi que o ar-condicionado parou de funcionar. Na concessionária, pediriam para eu imobilizar o veículo o mais rápido possível”, conta o dono de um Sentra 2013, que na época tinha só 30.000 km rodados.

“Além do eletroventilador, havia queimado também o compressor do ar. Apenas o custo das peças seria R$ 7.000, se o carro não estivesse em garantia. Mas falaram que, em caso de avarias no motor, a Nissan não se responsabilizaria.”

A nossa reportagem chegou a contatar cinco autorizadas Nissan nas cidades de Belo Horizonte, Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, e todas elas disseram conhecer o problema e que a troca do eletroventilador é sempre feita em garantia.

No entanto, às vezes a concessionária não ainda não sabe do caso, o que exige do proprietário um bom poder de argumentação. “Disseram que problema é raro no Sul. Assim, precisei de dois meses de conversas para que enfim fizessem os testes e trocassem a peça na garantia”, diz o bancário Rafael Machado, de Canoas (RS), proprietário de um Sentra 2014.

Consultada, a Nissan do Brasil diz apenas que “os clientes foram atendidos pela rede de concessionárias, que reparou os veículos em garantia”. Só que o Sentra é vendido com garantia de 3 anos – o que significa que as falhas que ocorrerem de agora em diante nos carros fabricados até 2015 já correm o risco de não serem cobertas.

O povo reclama

  • “Trocaram o eletroventilador sem contestar. Ouvi dizer que estão fazendo um recall branco. Agora tenho medo de o problema voltar ao final da garantia.” Rodrigo Vilarim Martins, servidor público, Natal (RN)
  • “Um dia após a garantia acabar quiseram cobrar até o diagnóstico. Oorçamento foi de de R$ 3.800. Preferi, então, deixar o carro parado na garagem.” Felipe Oliveira Otero, engenheiro, Rio de Janeiro (RJ)
  • “Percebi que o ar-condicionado não funcionava. Em casa, descobri que eletroventilador havia quebrado.” Rodrigo de Oliveira, técnico, Santo Ant. de Pádua (RJ)

Arquivado em:Auto-serviço Tagged: autodefesa, sedãs médios

Fonte: Quatro Rodas Abril

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS