Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Longa Duração: rede cobra R$ 71 por borrachinha do Nissan Kicks

quinta-feira, 06/04/2017, 16:25 - Atualizado em 06/04/2017, 16:25 - Autor:


Esta borrachinha custa R$ 71, na autorizada. É sério!

Esta borrachinha custa R$ 71, na autorizada. É sério! (Silvio Gioia/Quatro Rodas)

Foi o editor Péricles Malheiros o primeiro a notar a falta da pequena borracha no fundo do puxador interno da porta do motorista. “Aparente, o parafuso me chamou a atenção de imediato”, disse.

Surpresa foi descobrir que o acabamento (uma tira de borracha do tipo EVA) custa R$ 71. “Até o funcionário da concessionária Fuji se espantou. Depois de me passar o preço, ele reconferiu outras duas vezes, pelo número da peça”, diz o piloto de teste Eduardo Campilongo, que fez a cotação na autorizada.

Edu tem uma tese que faz sentido sobre o sumiço da tal borrachinha: “Bocal de aspirador é grande. Como a peça é leve, pode ter sido sugada em algum lava-rápido”. O que não faz sentido é o preço exorbitante. Para efeito de comparação, o filtro de combustível do nosso Audi A3 custou R$ 75. Na Nissan, daria para comprar os filtros de óleo (R$ 40) e de combustível do próprio Kicks (R$ 30).

O mês rendeu desdobramentos sobre a revisão dos 20.000 km, feita na Orient, de Varginha (MG), que nos cobrou por peças não trocadas. Primeiro, um leitor da mesma cidade nos relatou que a Orient condenara um coxim da sua Livina. Em uma oficina de sua confiança, outro diagnóstico: estava tudo perfeito.

Depois, um ex-funcionário da Orient que pediu para ter sua identidade preservada, disse: “O cliente paga pelos componentes, mas não leva. Quem fica com a peça nova é o empregado corrupto, que dá um jeito de sair com ela da concessionária para, imagino, revendê-la. Quem se nega a participar do esquema fica de fora dos serviços comissionados, como as revisões”.

O mesmo ex-funcionário diz: “Vi casos em que a seguradora autorizou um orçamento da Orient em que estava estabelecida a troca da porta de um veículo batido. A porta era cobrada, mas o carro saía de lá com a peça original recuperada”.

Consultada, a Orient negou as acusações do ex-funcionário, mas reconheceu que os problemas durante a revisão do Kicks de Longa levaram a empresa a promover uma série de correções de seus processos. A Orient ainda lamentou o ocorrido, mas ressaltou a importância do aprendizado trazido por episódios como esse.

Também repassamos os relatos à Nissan do Brasil, que respondeu dizendo que “condena veementemente qualquer conduta inadequada e que afete seus padrões de qualidade e respeito ao consumidor” e que “está avaliando com muita atenção os casos relatados e, após as devidas análises, tomará as medidas cabíveis para eliminar tal prática e qualquer outra inadequadamente apurada”.

Nissan Kicks – 24.666 km

Consumo

  • No mês: 7,5 km/l com 35,3% de rodagem na cidade
  • Desde out/16: 8,1 km/l com 24,2% de rodagem na cidade
  • Combustível: etanol

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.295

Ficha técnica

  • Versão: SL 1.6 16V
  • Motor: 4 cil., diant., transv., 1.598 cm3, 16V, flex, 114 cv a 5.600 rpm, 15,5 mkgf a 4.000 rpm
  • Câmbio: automático, CVT, tração dianteira

Arquivado em:Testes Tagged: Longa Duração, longa duração - nissan kicks, suvs compactos

Fonte: Quatro Rodas Abril

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS