Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Reprovada no teste do alce, Toyota Hilux terá atualização no ESP

segunda-feira, 06/03/2017, 15:59 - Atualizado em 06/03/2017, 15:59 - Autor:


Toyota Hilux no teste do alce-hilux.jpeg

(Teknikens Värld)

Depois de quase capotar em um teste do alce realizado pela revista sueca Teknikens Värld, a Toyota Hilux passará por mudanças em seu projeto. De acordo com a mesma publicação, a fabricante os procurou para saber como são realizados os testes e informou que a Hilux receberá atualização no módulo do controle de estabilidade. 

O novo algorítimo foca em reduzir a velocidade em caso de uma manobra evasiva ou quando os pneus estiverem mais cheios para o transporte de carga, como exigido no manual.

Este teste, realizado em setembro passado, consistia em uma simulação de desvio rápido de trajetória em velocidades entre 64 e 68 km/h com carga média na caçamba, como se fosse desviar de um animal – que nos países escandinavos quase sempre é um alce. A Hilux foi a única que viu dois pneus (os dois do lado direito) perderem contato com o solo e quase capotar.

A primeira passagem foi feita com a versão topo de linha, equipada com rodas aro 18 calçadas por pneus 265/60. Depois, repetiram com uma configuração mais simples com rodas de 17 polegadas e pneus 265/65. O resultado foi idêntico.

O mesmo teste envolveu as concorrentes Isuzu D-Max (gêmea da Chevrolet S10), Ford Ranger, Nissan Frontier, Volkswagen Amarok, RAM 1500 e Mitsubishi L200 Triton. Todas elas deslizaram a dianteira no limite, como esperado. 

O mais curioso foi que a geração anterior da Toyota Hilux foi reprovada no mesmo teste pela Teknikens Värld em 2007, quando ainda não tinha controle de estabilidade. Agora, a publicação deverá testar a Hilux com o controle de estabilidade atualizado para saber se o problema realmente foi corrigido.


Arquivado em:Notícias Tagged: picapes médias, Segurança

Fonte: Quatro Rodas Abril

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS