Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Volks pretende lançar carro elétrico

quinta-feira, 29/09/2016, 23:05 - Atualizado em 29/09/2016, 23:15 - Autor:


No lugar do diesel, a eletricidade. Esse é o caminho escolhido pela Volkswagen para superar a crise gerada pela fraude no controle de emissões, descoberta em 2015.
No ano passado, a montadora alemã admitiu ter manipulado 11 milhões de veículos a diesel para que eles mostrassem resultados menos poluentes do que tinham de verdade.



O escândalo provocou uma queda de 20% no lucro da empresa no primeiro trimestre deste ano ante o mesmo período de 2015. Mas a montadora indica que quer dar a volta por cima.


O carro conceito I.D. ilustra a nova fase. O modelo estreia a plataforma de carros elétricos da empresa, chamada MEB (sigla em alemão para plataforma modular elétrica). Do porte de um carro médio, como o Golf, o I.D. antecipa uma linha de produtos que será lançada a partir de 2020. "Nosso futuro é elétrico. Haverá desenho e plataforma exclusivos para esses modelos", disse Herbert Diess, presidente do conselho de administração da Volkswagen.


De acordo com a fabricante, o novo projeto busca resolver problemas como autonomia -o protótipo pode rodar até 600 quilômetros com uma carga- e preço elevado de modelos elétricos. O reabastecimento das baterias pode ser feito por indução, sem a necessidade de plugar o carro na tomada.


Com a nova plataforma, o grupo VW pretende popularizar veículos movidos a eletricidade e atingir o número de 1 milhão de carros com a tecnologia vendidos até 2025.
As marcas Mercedes-Benz e Smart, da também alemã Daimler, vão lançar mais de dez modelos de carros elétricos até 2025.


Os veículos de emissão zero serão responsáveis por entre 15% e 25% das vendas da Mercedes até lá, afirmou o presidente do grupo, Dieter Zetsche, no Salão do Automóvel de Paris.


Zetsche afirmou que a montadora se prepara para lançar carros puramente elétricos, graças a avanços na tecnologia de baterias e maior aceitação dos consumidores. "Conectividade, direção autônoma, compartilhamento e sistemas elétricos, cada uma dessas quatro tendências tem o potencial de mudar nossa indústria", disse. "A real revolução vai ser vincular as quatro tendências."


A Daimler anunciou ainda que prepara um serviço de compartilhamento de veículos, que permitirá que o usuário destrave as portas e ligue o carro por meio do celular.


(Folhapress)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS