Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Veículos

Veículos

Nova geração do Fiesta será mais larga

segunda-feira, 19/09/2016, 08:12 - Atualizado em 19/09/2016, 08:23 - Autor:


Como tem uma linha globalizada, a Ford costuma fazer rodízio de lançamentos entre os países. Geralmente o Brasil é o primeiro a receber o EcoSport (porque seu projeto é capitaneado pela engenharia local) e o Fiesta (pela importância que os hatchs compactos têm em nosso mercado), diferentemente do que acontece com outros modelos como o Focus e a Ranger.


Antes da chegada da nova geração no Brasil, o Fiesta deve ter sua linha de motores renovada. Além do EcoBoost 1.0, virá o 1.5 Dragon, que aposenta de vez a atual família Sigma. Mais atual, o Dragon terá três cilindros, injeção direta, variador de fase na admissão e no escape e cerca de 130 cavalos, potência semelhante à dos 1.6 Sigma atuais, mas provavelmente com menor consumo e melhor distribuição de torque


A dobradinha formada pelo 1.5 Dragon (aspirado) e o 1.0 EcoBoost (turbo) deverá aposentar gradualmente os 1.5 e 1.6 de Ka, Fiesta, Focus e EcoSport.



O novo Fiesta, que está rodando em testes na Europa, terá a mesma plataforma (B) do atual. Enquanto esperamos as novidades, fizemos duas projeções da futura geração. À primeira vista, a impressão é de que haverá apenas uma tímida mudança em relação ao modelo atual. Mas o Fiesta vai evoluir bastante.


Uma das motivações para isso é o desejo da fábrica de distanciá-lo do Ka, modelo que usa a mesma plataforma, mas tem posicionamento inferior. Por conta do Ka, o Fiesta deve ficar mais sofisticado e maior (crescendo na largura, principalmente), para o aumento do espaço interno.


Por dentro, ele deve finalmente aposentar a obsoleta central multimídia atual, com profusão de teclas e uma pequena tela monocromática, em favor da nova central Sync 3.


(Com informações do portal Quatro Rodas)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS