Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


30°
R$
Mundo

Cientista afirmam que alien russo é bebê deformado por radiação

terça-feira, 14/05/2019, 09:46 - Atualizado em 14/05/2019, 10:44 - Autor:


Cientistas Russos revelaram na última semana que um feto encontrado, e mais conhecido como “alien anão”, em uma pequena vila do país, é na verdade um feto humano deformado por acidente nuclear soviético.

A conclusão foi publicada no maior jornal do país: o Komsomolskaya Pravda. Segundo a publicação, foram mais de três anos de pesquisas e investigações sobre o caso. O cadáver foi descoberto em 1996, por Tamara Vasilyevna Prosvirina.



(Foto: Divulgação)


Segundo ela, o pequeno alien estava no chão de uma aldeia nos Urais (na fronteira entre Europa e Ásia). E no fim da década de 1990, a criatura deu origem a uma série de histórias bastante bizarras que povoaram o imaginário popular.

Em 1997, cientistas japoneses fizeram uma réplica detalhada do corpo. A ideia era estudar a origem dele e obter respostas anatômicas.



Réplica detalhada do corpo feita por cientistas japoneses em 1997 (Foto: Divulgação)



Em um curto período de tempo, o tal anão sumiu de um laboratório de uma universidade em Moscou. Como isso, teorias da conspiração foram criadas para explicar o fato.

Algumas pessoas afirmaram na época que um OVNI veio à Terra para levar o alien de volta para o planeta de origem. O anão alien tem cerca de 25 cm de comprimento e um capacete estranho.



(Foto: Divulgação)


Exames mostraram que ele tinha olhos cobrindo a maior parte do rosto. Vladimir Bendlin, um detetive local, iniciou uma investigação paralela sobre o anão, após uma equipe da polícia desconfiar das explicações sobre aliens na cidade.



(Foto: Divulgação)


Junto com cientistas e especialistas forenses, Vladimir fez vários testes na múmia alien. Os resultados mostraram que se tratava de um feto humano e não alienígena e as deformações foram ocasionadas por radiação durante um acidente nuclear no país.


(Com informações do site Brasil Agora)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS