Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Trânsito

COMEÇA A SEGUNDA-FEIRA

Trabalhadores das vans fecham Entroncamento e protestam contra prefeitura de Belém

Motoristas e cobradores das chamadas vans reclamam que a prefeitura de Belém teria beneficiado um grupo determinado de empresas e pessoas.

segunda-feira, 07/12/2020, 19:38 - Atualizado em 07/12/2020, 21:39 - Autor: Diário Online


Cerca de 50 trabalhadores estão no local. Trânsito está engarrafado nos dois sentidos.
Cerca de 50 trabalhadores estão no local. Trânsito está engarrafado nos dois sentidos. | Via Whatsapp

Um grupo de trabalhadores do transporte alternativo de Belém bloqueou parte do Entroncamento na noite desta segunda-feira (07). O ato serve como protesto contra a nova regulamentação da prefeitura de Belém para o transporte de vans na cidade.

Cácia Medeiros/RBA TV
 


Motoristas e cobradores do transporte alternativo reclamam que a prefeitura de Belém teria beneficiado um grupo determinado de cooperativas. De acordo com os trabalhadores, a gestão municipal deu concessão a empresas que não possuem estrutura para operar, e que as mesmas estão simplesmente vendendo as ordens de serviço por um valor muito mais alto.

"Essa regularização da prefeitura foi por debaixo dos panos. Muitos de nós nem sabíamos, e quando vimos tem um monte de empresa que a gente nem conhece, que nem sequer tem a capacidade pra fazer o transporte, ocupando a vaga de quem quer trabalhar", disse um dos manifestantes.

Os trabalhadores também reivindicam que a prefeitura de Belém libere os carros que foram apreendidos por irregularidades no transporte. Segundo os manifestantes, a ação da prefeitura no mês de dezembro prejudica seriamente o orçamento de milhares de famílias que tiram sua renda do transporte alternativo.  

Cácia Medeiros/RBA TV
 


Os trabalhadores bloquearam as duas vias da avenida Augusto Montenegro. Equipes da Semob e da Polícia MiIitar foram acionadas e estiveram no local acompanhando a situação.

Após alguns minutos o grupo liberou a passagem de ônibus, no entanto, os trabalhadores prometem deixar o local somente quando algum representante da prefeitura de Belém.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS