Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$
Tech

Saiba como reconhecer um perfil fake na internet

quinta-feira, 13/08/2015, 19:52 - Atualizado em 13/08/2015, 20:39 - Autor:


“Oi, quer tc?”. Uma simples puxada de assunto nas redes sociais pode acabar rendendo problemas. Foi o que aconteceu, por exemplo, com o empresário paraense André Franco. Ele se viu envolvido por um perfil de uma bela jovem, nas redes sociais, e história acabou na polícia. É que por trás da garota loira das fotos, na realidade, havia outra jovem.


Mas você sabe como identificar um perfil fake? Histórias como a do empresário, enganados por fakes, são fáceis de encontrar. Como o caso do motoqueiro que depositou R$7 mil reais na conta bancária de uma personal trainer, que namorava nas redes sociais. Por trás do teclado, estava um amigo de infância da vítima, que acabou preso.


 “Os homens são muito fáceis de enganar”, diz o biomédico X, que já teve diversos perfis diferentes de mulheres na época do MSN. “Quando a conversa esquenta, aí que eles embarcam na história. Por isso é fácil ver tantos vídeos íntimos de atores se masturbando na webcam: estavam conversando com uma fake que gravou e acabou jogando na internet”, confessa ele, que diz que “aposentou” os perfis falsos.


Segundo a coach de relacionamento Margareth Signorelli, para se proteger no universo online, todos deveriam seguir três regras: não esquecer os riscos, seguir a voz da intuição e entender que a internet não garante intimidade. “Conversar durante meses com alguém não é sinônimo de intimidade e nem significa que você já pode confiar naquela pessoa”.


 


DICAS PARA SABER SE NÃO ESTÁ SENDO ENGANADO:


1 - Leve o papo para outras plataformas


Que tal pedir para a pessoa ligar a webcam, chamadas em vídeo ou conversas por telefone?  Normalmente, impostores recusam qualquer outro contato via webcam e voz. Se isso acontecer, desconfie.


2 - Analise a página do Facebook


Verifique se não é um perfil recente, se há interação com os amigos. Estranhe se não há amigos marcados nas fotos.


3 – Pesquise a foto


Uma dica fácil de saber se a foto é de outra pessoa é pesquisá-la. No Google Imagens é possível e no app FB Checker também dá para verificar se outra pessoa usa a mesma foto.


4 – O Google te ajuda


Atualmente é quase impossível não deixar nenhum rastro na web. Procure referências sobre a pessoa no buscador. Informações como a faculdade que cursou a graduação, cidade de origem e trabalhos podem ser facilmente descobertos.


5 – Peça fotos recentes e imediatas


 “Duvido você tirar uma foto com o meu nome escrito em tal parte e mandar. Isso sempre acabava com a fake a conversa morria”, ensina X.


 


CATFISH


O termo surgiu em 2010, quando o cineasta nova-iorquino Nev Schulman documentou a saga em busca de uma namorada que havia conhecido pela internet. Seria apenas mais uma história de amor online se tudo não tivesse sido registrado, inclusive o momento em que Nev descobre que a garota não existe.


As filmagens se transformaram no documentário “Catfish”, lançado naquele ano, e que mais tarde virou um reality show na MTV americana. 


Assista:


 



FALSIDADE É CRIME


Se passar por outra pessoa na internet é crime de Falsidade Ideológica e o usuário pode pegar até cinco anos de reclusão, mesmo que não haja o intuito de prejudicar quem teve o nome utilizado. Se o perfil criado tiver como finalidade obter vantagem ilícita, induzindo ou mantendo alguém em erro pode ser enquadrado no crime de estelionato, com o mesmo tempo de pena. A informação é do especialista em Direito Digital, Márcio Mello Chaves.


(DOL com informações do IG)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS