Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$
PRÉ-VENDA

Prepare o bolso: Iphone 12 vai custar até R$ 13.999

Preço do iPhone 12 no Brasil começa em R$ 6.999 e vai até R$ 13.999; celulares contam com 5G, Apple A14 Bionic e novo visual.

sexta-feira, 06/11/2020, 11:58 - Atualizado em 06/11/2020, 11:58 - Autor: Com informações de Tecnoblog


iPhone 12 Pro Max dourado.
iPhone 12 Pro Max dourado. | Divulgação

Separe entre R$ 6.999 e R$ 13.999 para comprar o novo iPhone 12 no Brasil. A Apple divulga hoje que a nova linha de celulares terá modelos com preços entre essas cifras, a depender do tipo de telefone e do armazenamento. iPhone 12 tradicional, iPhone Mini, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max chegarão às mãos dos consumidores a partir do dia 20 de novembro. A fase de encomendas se inicia um pouco antes, em 13 de novembro.

A fabricante esclarece que todos os telefones chegam simultaneamente ao mercado brasileiro, ao contrário do que ocorreu em outros países. Entre os atrativos estão a internet 5G e o novo design. Na ficha técnica, o processador A14 Bionic promete desempenho superior aos rivais.

Vamos aos preços do iPhone 12

Logo de cara, saiba todos os preços da linha completa:


Por que tão caro?

Todos os modelos da geração nova ficaram mais caros que a safra de 2019. O iPhone 11 mais básico, por exemplo, teve preço de lançamento de R$ 4.999 – R$ 2.000 a menos do que agora. Na ocasião, a empresa reduziu os valores para aquecer as vendas. Ele passou por um aumento recentemente, assim como o iPhone XR.

O incomum aqui é que a Apple se manifeste oficialmente sobre os valores. Normalmente a companhia não aborda a questão, mas desta vez ela abriu o jogo para o TechTudo. O vilão? O dólar, tal qual tem sido a alegação de todas as demais empresas do setor de eletroeletrônicos.

Diz a nota: “A Apple define os preços em dólares americanos e depois os ajusta internacionalmente, levando em conta as taxas de câmbio, IVA (Imposto sobre Valor Agregado), impostos e outros custos de distribuição que podem variar por produto e país”. Um estudo com as 31 moedas mais negociadas do mundo confirmou que o real brasileiro foi a que mais perdeu valor ao longo de 2020.

O Pro Max mais sofisticado de 2020 sai pelo mesmo tanto que o Galaxy Z Fold 2, modelo dobrável da Samsung que até agora era considerado o smartphone mais caro do país. Agora, as duas gigantes da tecnologia passam a dividir o ingrato feito.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS