Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Te Cuida

SAÚDE

“Dietas milagrosas”: todo cuidado é pouco

Fazer dietas que prometem emagrecimento rápido pode ser prejudicial para a saúde.

domingo, 13/09/2020, 07:34 - Atualizado em 13/09/2020, 07:34 - Autor: Michelle Daniel


Recomendação é ter uma alimentação balanceada, rica em alimentos necessários e ter a ajuda de profissionais capacitados.
Recomendação é ter uma alimentação balanceada, rica em alimentos necessários e ter a ajuda de profissionais capacitados. | Divulgação/Freepik

“Dietas milagrosas”, que prometem emagrecimento rápido, estão espalhadas pela internet e chegam a atrair vários adeptos. Com algumas restrições durante dias, é possível que os resultados apareçam, mas eles podem ser temporários e trazer sérios prejuízos para a saúde, principalmente se forem constantes.

Giovana Nascimento, nutricionista e especialista em clínica esportiva, lembra que geralmente essas receitas recomendam a retirada de alimentos ricos em carboidrato, glúten, açúcar ou lactose. No entanto, restrições rigorosas e equivocadas deixam o organismo deficiente de nutrientes, vitaminas e minerais. “Quem vai atrás dessas dietas são pensamentos errôneos. Pessoas que começam a fazer uma dieta com pouquíssimo carboidrato, por exemplo, acabam tendo uma hipoglicemia, tonturas, fraquezas, problemas de pele, cabelo e unhas”.

Alimentação pode aumentar a proteção do corpo humano

Receitas que se limitam a sopas, chás ou frutas também são comuns no universo da busca pelo corpo em forma em pouco tempo. “Algumas prometem a perda de 10 kg em uma semana, outras 15 kg em trinta dias. Ninguém ganha todo o peso de uma hora para outra, então, não se pode perder assim”, afirma.

“Isso pode até acontecer, mas com perda de água, massa muscular e não de gordura. A pessoa pode ficar com flacidez, celulite, deficiências de vitaminas e minerais, efeito sanfona e efeitos intestinais”, alerta Giovana.

Veja 9 alimentos que você deveria parar de comer imediatamente

Para obter bons resultados, emagrecimento saudável e duradouro, a especialista recomenda uma alimentação balanceada, rica em alimentos necessários e a ajuda de profissionais, como nutricionista e educador físico, que irão conduzir para o caminho de constância. “O emagrecimento para que seja duradouro não pode ser de forma rápida, leva tempo. Se optar por dietas que prometem algo diferente, os prejuízos virão”, afirma.

Mitos e verdades sobre reeducação alimentar

A água é uma aliada de quem quer perder peso de maneira saudável

Verdade. Porém, é importante saber que a hidratação do organismo precisa ser combinada a uma alimentação equilibrada. É comum que algumas pessoas pensem que apenas aumentar a ingestão de água estimule uma expressiva perda de peso, mas não é bem assim. Por outro lado, a água por si só já ajuda a eliminar toxinas e a reduzir a sensação de inchaço.

Comer à noite é proibido para quem quer perder peso

Mito. Deixar de se alimentar por longos períodos não é benéfico ao organismo. O mesmo vale para quando a fome aperta e simplesmente optamos por ignorar a sensação. Porém, como durante a noite o corpo entrará em descanso, o ideal é optar por refeições mais leves, com pouca gordura e ricas em nutrientes e fibras.

Reeducação alimentar e dietas rigorosas têm o mesmo efeito

Mito. A reeducação alimentar nada tem a ver com as chamadas dietas milagrosas, ou da moda, e seu papel é justamente auxiliar o indivíduo a sair do ciclo destes regimes rigorosos que prometem perda de peso mas, na verdade, prejudicam o organismo.

A reeducação alimentar deve ser algo individualizado

Verdade. Em geral, a substituição de alimentos industrializados e processados por “comida de verdade” é a base da reeducação alimentar. No entanto, cada organismo possui suas necessidades individuais e um bom nutricionista pode criar um novo cardápio que atenda à rotina do paciente.

Jejum ajuda a emagrecer

Mito. Ficar sem comer durante longos intervalos causa o efeito contrário ao desejado. O organismo entende que quando ficamos muito tempo sem comer há uma situação “de risco”, em que precisa armazenar energia, e desacelera o metabolismo.

O metabolismo lento pode atrapalhar a perda de peso

Verdade. Alguns quadros de saúde, como o hipotireoidismo, a síndrome metabólica e até mesmo a depressão, entre outros, podem interferir no funcionamento do metabolismo, tornando-o mais lento e dificultando o processo da perda de peso.

Um cardápio com alimentos diet e light é essencial para emagrecer

Mito. Os alimentos diet e light são produzidos para atender a uma necessidade específica. Quando um produto é diet significa que ele possui restrição em relação a ingredientes como o açúcar - comum em dietas para pessoas com diabetes, por exemplo. Os produtos light apresentam uma redução de calorias ou de gordura, açúcar ou sal. Porém, em ambos os casos, estamos falando de itens industrializados, que devem ser consumidos com moderação.

As dietas são a melhor opção para quem quer perder peso

Mito. Em um primeiro momento, as dietas de fato irão apresentar o resultado esperado, que é a perda de peso rápida. No entanto, em pouco tempo o jogo tende a virar. É absolutamente comum que o peso perdido retorne e, em muitos casos, a pessoa ganhe até mais quilos do que perdeu por conta da ansiedade desencadeada pela privação de diversos alimentos. Com isso, o efeito sanfona pode se instalar, trazendo consequências negativas ao organismo. Além disso, as dietas rigorosas fazem o corpo perder não só gordura, mas também massa magra, comprometendo a musculatura.

É essencial utilizar suplementos em uma dieta de emagrecimento

Mito. Muitas pessoas acham que a reeducação alimentar vai mudar totalmente a rotina delas e que terão que comprar muitos produtos e suplementos, tornando o processo inviável economicamente, o que não é verdade. A reeducação alimentar deve ser feita de acordo com sua vida e, às vezes, pequenas mudanças terão grandes resultados. A reeducação alimentar não necessita de suplementos, já que o foco é nos alimentos de verdade.

FONTE: Matheus Motta, nutricionista no Vigilantes do Peso.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS