Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Notícias / Te Cuida

TREME

Sem comprovação no combate ao covid, jambu possui outros benefícios

sexta-feira, 15/05/2020, 20:28 - Atualizado em 15/05/2020, 19:32 - Autor: Igor Wilson/DOL


| Reprodução

Assim que surgiram as primeiras notícias sobre a chegada do novo coronavírus, o paraense começou a usar o bom humor, dizendo que aqui o vírus não teria vez, pois as plantas da terra, principalmente o jambu, seriam os remédios. O tempo passou, a coisa se agravou, os hospitais lotaram, e a brincadeira se tornou algo real. Para milhares de paraenses com sintomas de covid-19 a única opção passou a ser o consumo de chás como o de jambu, limão e alho. 

Com o agravamento da situação, muitas pessoas passaram a relatar que o chá com jambu teria poder de cura contra o vírus. O boato se espalhou por redes sociais e, com o aumento dos casos, houve também o aumento do consumo da planta conhecida por fazer “tremer” os lábios.

No entanto, um grupo de pesquisadores da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) alertou que não há nenhuma evidência científica de que este tipo de chá seja eficaz para o tratamento da covid-19. Mas, se por um lado a notícia desanima, por outro pode nos mostrar as outras inúmeras propriedades do jambu.

“Além de aminas e antioxidantes, o jambu tem mais de 18 componentes no óleo essencial, entre eles o espilantol, que é o maior interesse da indústria alimentícia, de bebidas e cosméticos. No momento existem várias empresas desenvolvendo protocolos para extração do espilantol e sua exportação. Na indústria é utilizado em cosméticos e bebidas alcoólicas. Existem patentes internacionais que dão outros usos, como goma de mascar, creme e enxaguantes bucais e estimulantes sexuais. A cachaça e o licor já ultrapassaram as fronteiras nacionais”, diz a pesquisadora Mônica Trindade Abreu de Gusmão, doutora em Agronomia e docente da UFRA.

As propriedades podem ajudar a aliviar sintomas, assim como o uso de outras hortaliças. “O bem estar tem várias causas, inclusive a psicológica. Só resultados de pesquisa podem comprovar efeito benéfico ou não de uma substância. O conhecimento tradicional indica o jambu utilizado como produto fitoterápico em fortificantes, estimulador de apetite, antiinflamatório, antihelmintico, analgésico, diurético, anestésico bucal, estimulante sexual, dentre outros. Mas ainda existem poucas pesquisas sobre aplicação farmacológica”, explica a pesquisadora.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS