Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Santarém

FORA DE SUSPEITA

Sespa exclui caso de mulher com sintomas semelhantes ao coronavirus em Santarém

sábado, 29/02/2020, 20:40 - Atualizado em 29/02/2020, 20:38 - Autor: DOL


| Divulgação

A Secretaria de Saúde do Estado do Pará (Sespa) informou que o caso da mulher de 47 anos,que foi atendida na UPA de Santarém, oeste paraense, apresentando sintomas de síndrome gripal não se enquadra como suspeita do coronavírus “por não atender a definição de caso de COVID-19 vigente”.

Segundo a nota, considerando o quadro clínico prolongado (15/02), “não é compatível com o quadro clínico dos casos ocorridos descritos nos relatórios da OMS e MS”.

A Sespa diz ainda que, considerando o período que ela esteve na Europa (05 a 12/02), não havia casos confirmados em Portugal e os 14 casos confirmados na França (11) e Itália (3) eram importados da China ou do Reino Unido e, desta forma, os referidos países não possuíam transmissão local do vírus estabelecida pela OMS.

ENTENDA

Na manhã deste sábado (29), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas recebeu uma mulher de 47 anos com quadro gripal. A paciente informou que havia estado em dois países que são áreas com casos de infecção pelo coronavírus (Covid-19).

Por esse motivo, a equipe de plantão da Unidade realizou o protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS) para pacientes com algum sintoma suspeito. É importante ressaltar que casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu.

A paciente foi encaminhada imediatamente para área de isolamento da UPA e, nesta sala, a equipe médica iniciou a avaliação clínica. Em seguida, médicos iniciaram a investigação, seguindo recomendações do MS.

A médica que examinou a mulher avaliou que ela não possui critério de internação.

A Vigilância Epidemiológica orientou isolamento domiciliar de 14 dias, com acompanhamento. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS