Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Notícias / Política

ÚLTIMO DISCURSO

Maia chora na despedida da Câmara e diz que 'as brigas passaram'

Ele chegou a pedir desculpas ao adversário Arthur Lira (PP-AL)

segunda-feira, 01/02/2021, 22:57 - Atualizado em 01/02/2021, 22:57 - Autor: FOLHAPRESS


| Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Em seu último discurso como presidente da Câmara dos Deputados, cargo que ocupou nos últimos quatro anos e seis meses, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) chorou por diversas vezes nesta segunda-feira (1º) e, em uma fala conciliatória, chegou a pedir desculpas ao adversário Arthur Lira (PP-AL) e falou que "as brigas passaram".

Maia encerra gestão em crise e ameaças de impeachmeant de Bolsonaro

Eleição para presidência da Câmara começa com bate-boca e acusações de 'tapetão'

Deputados começam a votar para presidência da Câmara; assista!

Nos últimos dias, Maia se exaltou várias vezes na tentativa de inflar seu candidato, Baleia Rossi (MDB-SP), chegou a dizer que há risco de ruptura institucional no país, ameaçou abrir impeachment contra Jair Bolsonaro e entrou em atrito com o próprio DEM, afirmando que a sigla pode se transformar no "partido da boquinha".

Falando da "enorme honra" de presidir a Câmara por três mandatos –o período mais longevo dos últimos 50 anos–, Maia disse ter tido a oportunidade de conhecer melhor o país, exaltou a ação da Câmara durante a pandemia e fez uma defesa da necessidade de que o país seja mais justo e que passe de concentrador a distribuidor de renda.

Maia diz que volta agora à "planície" e concluiu: "As brigas passaram, vamos eleger um novo presidente. Tivemos um momento de mais atrito com Arthur Lira, e se algum momento alguém tenha se sentido ofendido, não foi a minha intenção", discursou.

Ao final, foi aplaudido pelo plenário.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS