Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Política

HENRIQUE COSTA

Vereador pede afastamento de prefeito de Juruti

O pedido foi realizado na quinta-feira (10) e está sob análise do Juiz da Comarca do município

sexta-feira, 11/09/2020, 20:02 - Atualizado em 11/09/2020, 20:23 - Autor: Diário Online


O prefeito Henrique Costa tentou atribuir o impedimento à justiça eleitoral
O prefeito Henrique Costa tentou atribuir o impedimento à justiça eleitoral | Reprodução

O vereador Fladimir Andrade entrou com uma Ação Popular na Justiça pedindo o afastamento do prefeito da cidade de Juruti, Henrique Costa (PT), após o cancelamento de um contrato firmado com associações folclóricas que fariam um festival em formato de lives na cidade do oeste paraense.

O pedido foi realizado na quinta-feira (10) e está sob análise do Juiz da Comarca de Juruti, ação popular nº. 0800177-02.2020.8.14.0086. Além do afastamento do cargo público por 90 dias, o vereador pede que os bens do prefeito sejam bloqueados.

Na ação judicial é questionado o prejuízo aos cofres públicos causados pelo atual prefeito, em decorrência do cancelamento de um contrato pactuado com as associações folclóricas Muirapinima e Munduruku, realizadoras do Festribal, principal festa cultural indígena da região.

Apoiadora do evento desde o início, neste ano, devido a pandemia, a prefeitura resolveu contratar as associações folclóricas, sem processo de licitação, para realizarem dois espetáculos no formato Live, em alusão e em substituição ao evento em seu formato original.

O valor firmado nos dois contratos foi de R$ 60 mil, que foram devidamente pagos às associações, que por sua vez cumpriram rigorosamente todas suas obrigações contratuais.

Ocorre que momento antes do horário agendado para o início da programação, as associações foram surpreendidas pela ordem do prefeito Henrique Costa, que proibiu a realização do evento, sob justificativa de vedação imposta pela legislação eleitoral.

Em em seu perfil no Facebook, o prefeito assumiu categoricamente a responsabilidade pela decisão, responsabilizando a Justiça Eleitoral pelo desfecho inesperado.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS