Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

Polícia

Em vídeo, jogador Daniel aparece sendo empurrado na balada antes de ser morto

sexta-feira, 19/04/2019, 11:08 - Atualizado em 19/04/2019, 11:24 - Autor:


O caso Daniel ganhou novos capítulos essa semana. Vídeos do jogador na boate, antes de ir para casa família Brittes, foram divulgados. Um celular também foi encontrado dentro da cela de um dos réus.



As imagens, divulgadas pela TV Globo, são da câmera de segurança da Shed, uma casa noturna em Curitiba. No local foi comemorado o aniversário de 18 anos de Alana Brittes. É possível ver o jogador Daniel dentro e fora da balada.


Aparentemente ele estava aproveitando a festa. Daniel aparece ao lado de uma garota dentro da boate. Depois, do lado de fora da Shed, ele é empurrado por um homem que acompanhava ela. O jogador teria importunado a mulher. Nas imagens sequentes, Daniel entra em um carro, que seria do motorista de um aplicativo.



CELULAR


Preso no Centro de Detenção Provisória de São José dos Pinhais, no Paraná, David Vollero é acusado de participar do homicídio e ocultação de cadáver do jogador Daniel. Na cela em que estava o réu agentes penitenciários encontraram um celular.


David ocupava o carro que levou o jogador para a morte após sessão de espancamento durante um "after party" na casa da família Brittes.


De acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná, o aparelho foi apreendido e encaminhado para o setor de inteligência da polícia. O conteúdo dele ainda será investigado.



Alguns áudios que seriam de David Vollero, foram divulgados pela RIC TV, afiliada da Record no Paraná. Na conversa, o réu teria falado com pessoas de fora do presídio sobre o crime: "Esperar e ver o que vai dar essa fita aí. Saber que isso não é eterno, não é pra sempre. Um dia eu estou de volta”.


"O cara (Edison) levou tudo no peito. Ele é réu confesso, né”, diz outro áudio.


Rodrigo Faucz, advogado de defesa de David Vollero, disse ao UOL que ainda não soube do celular e não teve acesso ao conteúdo dos áudios atribuídos ao seu cliente. Ele deve se manifestar após tomar conhecimento dos fatos.


CRIME


Daniel Corrêa Freitas, 24 anos, foi assassinado no dia 27 de outubro de 2018, em São José dos Pinhais. Sete pessoas são acusadas pela morte do jogador: o empresário Edison Brittes, sua mulher Cristiana Brittes e a filha do casal Allana Brittes; além deles e David, ainda tem Ygor King, Eduardo Henrique da Silva e Evellyn Perusso. A única pessoa em liberdade é esta última, ela responde falso testemunho.



Entre os crimes envolvidos no caso estão homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, fraude processual, coação de testemunha e corrupção de menor.


(Com informações do IG e UOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS