Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

Polícia

Suspeito de assaltar escola e levar pânico a famílias de Igarapé-Miri é preso

sexta-feira, 12/04/2019, 18:59 - Atualizado em 12/04/2019, 21:55 - Autor:



Foi detido, no final da tarde desta sexta-feira (12), o suspeito de ter invadido armado a escola Bom Jesus, localizada em Rio das Flores, zona rural de Igarapé-Miri, nordeste paraense, no início da tarde de hoje, e levar terror a alunos, professores e familiares dos estudantes.


O acusado do assalto foi identificado como Germiniano Damasceno, 20 anos. Ele teria invadido a escola por volta das 13h, no horário da entrada dos alunos do turno da tarde.


Segundo testemunhas, o assaltante, que portava uma arma e estava possivelmente drogado, invadiu a escola e roubou o celular de um professor. Após isso, fugiu para uma área de mata nas proximidades do colégio.


A notícia do assalto deixou familiares dos alunos em pânico e muitas mensagens de desespero foram compartilhadas nas redes sociais. Alguns dos responsáveis dos estudantes se deslocaram até a área da escola para auxiliar nas buscas.


A prefeitura local, por meio da Secretaria Municipal de Educação, disponibilizou uma lancha que, em conjunto com uma embarcação do Comando de Policiamento Regional IX, foi até o local, onde professores e alunos estariam sob a mira de uma arma longa portada por um homem inicialmente identificado como "Neto". Com o apoio de um comparsa, ele rendeu alunos e professores, usando de ameaça para levar o celular de um dos docentes. A dupla fugiu antes da chegada da Polícia Militar.


Germiniano foi preso por homens da Polícia Militar, por meio do 31° Batalhão, que também apreenderam uma espingarda calibre 12. Ele foi interceptado próximo à Vila Maiuata. 


Ele, a arma apreendida e o motor da embarcação foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Igarapé-Miri. O outro homem que teria dado apoio na tentativa de roubo ainda não foi localizado pelos policiais militares, que permanecem fazendo buscas na área.


(DOL)


 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS