Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

Polícia

Após confissão, polícia descobre que mulher mandou matar o marido

segunda-feira, 08/04/2019, 08:03 - Atualizado em 08/04/2019, 08:06 - Autor:


Ocrime ocorreu sexta-feira, 05, às 15h, quando dois homens chegaram à Retífica de Motores Bragantina, em uma moto e anunciaram o assalto. Segundo testemunhas, o proprietário da empresa, Francisco das Chagas Chaves Rodrigues, não reagiu, assim como sua esposa, Antônia Orniza do Socorro Oliveira Rodrigues, 55, que também estava dentro do estabelecimento.


Entretanto, após roubarem cerca de R$ 4 mil, o homem que anunciou o assalto deu um tiro certeiro no peito do empresário.


Uma viatura do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), que ia passando em frente ao local do crime, na avenida Mendonça Furtado, bairro da Vila Nova, socorreu a vítima, conduzindo-a para emergência do Hospital Santo Antônio Marias Zaccaria. Mas Francisco morreu, enquanto recebia os primeiros socorros.


Ao saber do ocorrido, o major Márcio Abud, comandante da 33ª Batalhão da Polícia Militar, destacou quatro viaturas com 14 policiais militares, para capturar os culpados.


 


(Foto: Divulgação)


Os três acusados já estão à disposição da Justiça


Pouco antes das 03h da madrugada de sábado, 06, uma das equipes da PM localizou o primeiro acusado: Anderson de Souza, 19 anos, que estava pilotando a moto na hora do assalto.


Após a prisão de Anderson, no bairro da Vila Sinhá, ele informou onde estava seu comparsa, que estava no mesmo bairro.


Antônio Glauberson Quadros, 37 anos, foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Polícia Civil, onde já estava Anderson. Lá, os dois assumiram o crime, entretanto, entregaram a mandante: a mulher da vítima.


“A busca foi intensa, contando com 14 homens, o que possibilitou que encontrássemos os autores em pouco menos de 12 horas após o crime. É um compromisso do Estado em conter a violência em todo o Pará, por isso, há um comprometimento muito grande de toda a equipe da PM para que o nosso trabalho seja realizado ao contento”, disse o major Márcio Abud.


De imediato, uma equipe da PM foi até a casa da acusada e a levou para prestar depoimento à Polícia Civil. Antônia Orniza do Socorro Oliveira Rodrigues confessou ser a mandante e, após os procedimentos de praxe, os três réus confessos ficaram à disposição da Justiça.


(José Clemente Schwartz/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS