Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Notícias / Polícia

Polícia

Paraense acusado de tráfico internacional de drogas é preso

terça-feira, 26/03/2019, 21:24 - Atualizado em 26/03/2019, 21:49 - Autor:


A Polícia Civil do Pará prendeu, nesta terça-feira (26), em cumprimento a mandado de recaptura expedido pela Justiça de São Paulo, o paraense Luís Pascoal Moura de Ataíde, 46 anos.


Ele é condenado na Comarca da Capital Paulista por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico de entorpecentes.


A prisão foi realizada por uma equipe de policiais civis da Unidade Especializada em Buscas e Capturas (Polinter). Ataíde foi localizado na casa de familiares, em Belém, e após passar por exames periciais de praxe, foi conduzido ao Sistema Penitenciário do Estado, para aguardar recambiamento a São Paulo.


A equipe da Polinter, sob comando do delegado Raphael Lobão Cecim, efetuou a prisão após realizar investigações para localizar Luis Pascoal na capital paraense. Após consultas em bancos de dados de informações policiais e realização de trabalho de campo, com uso de técnicas de investigação moderna, os policiais civis identificaram o endereço, onde estava escondido o condenado à pena de nove anos, nove meses e 18 dias pela Justiça paulista. Atualmente, Luís Pascoal estava trabalhando como motorista via aplicativo.


Ele foi localizado pela equipe formada pelos investigadores Calandrini, Bosco, Siqueira e Pontes.


Segundo o delegado Raphael Cecim, diretor da Polinter, Luís Pascoal foi preso no Estado de São Paulo transportando mais de 65 quilos de  cocaína pura em um  carro de  luxo, em agosto de 2011.


Luís fornecia drogas para várias facções criminosas pelo Brasil em, ao menos, sete capitais do país, entre as quais, Belém.


Além do Pará, as drogas eram traficadas para São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina e ainda ao Paraguai.


Ataíde está como foragido de Justiça de São Paulo desde dezembro de 2018, quando saiu da prisão após receber indulto de Natal e não retornou para continuar a cumprir a pena. Diante disso, o mandado de recaptura do fugitivo foi expedido em janeiro de 2019.


O cumprimento do mandado de prisão do criminoso atende às diretrizes prioritárias do delegado-geral Alberto Teixeira e do diretor de Polícia Especializada, delegado Servulo Cabral.


(Com informações da Polícia Civil)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS