Notícias / Polícia

MANDADO DE PRISÃO

Ex-conselheiro tutelar é preso por estupro de vulnerável

Segunda-Feira, 21/01/2019, 18:30:25 - Atualizado em 21/01/2019, 19:01:15 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

O ex-conselheiro tutelar Eloízo Marques Lima foi preso em Abaetetuba, nordeste paraense, na sexta-feira (18), em cumprimento de mandado de prisão preventiva. Ele responde a processo criminal por estupro de vulnerável. A ordem de prisão foi cumprida por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca) de Abaetetuba. 

Em setembro de 2018, Eloízo chegou a ser preso em flagrante pela mesma equipe policial durante cumprimento de mandado judicial de busca e apreensão. Na época, os policiais civis da Deaca localizaram uma série de materiais (imagens) de pornografia infantil nos computadores do acusado.

Após a divulgação de sua prisão na ocasião, inúmeras pessoas procuraram a Delegacia para denunciar outros supostos fatos criminosos praticados pelo ex-conselheiro. "Isso ensejou uma aprofundada e detalhada investigação", explica a delegada Renata Gurgel, titular da Polícia Civil em Abaetetuba. Eloízo exerceu o cargo de conselheiro tutelar, em Abaetetuba, até o mês de julho de 2018.

No decorrer do inquérito policial, foi constatado que o ex-conselheiro tutelar atraía crianças (do sexo masculino) para a sede do Conselho Tutelar Rural a pretexto de permitir que usassem a Internet do local, sempre aos finais de semana ou após o final do horário de expediente. Lá, ele exibia para as crianças cenas de sexo explícito praticado por adultos e por crianças. Ainda, conforme as denúncias, ele tocava os órgãos genitais dos meninos e lhes mostrava as partes íntimas.

A partir das denúncias, relata a delegada, as investigações foram iniciadas pela Deaca que coletou elementos de informação, como provas dos crimes. Dessa forma, a delegada titular da Deaca de Abaetetuba, Marília Leal, solicitou à Justiça medida cautelar de prisão preventiva. A solicitação foi prontamente atendida pelo Poder Judiciário do município e que resultou na prisão do ex-conselheiro tutelar. Ele já está recolhido, em Abaetetuba, para responder pelos crimes na Justiça.

(Com informações da Polícia Civil)





Comentários

Destaques no DOL