Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


29°
R$

Notícias / Polícia

Polícia

Morador em situação de rua é morto com facada por vigilante; veja o vídeo!

quinta-feira, 17/01/2019, 08:48 - Atualizado em 17/01/2019, 10:06 - Autor:


Na noite da última terça-feira (15), um homem em situação de rua foi morto por um vigilante de uma farmárcia, na Praça da Bíblia, em Goiânia. O assassino foi identificado como Selmar Pereira Silva, 46 anos.


Imagens divulgadas pela Polícia Civil do estado mostram uma discussão entre o vigilante e o morador de rua em frente à farmácia por volta das 21h. Em determinado momento, Selmar começa a agredir o homem, que estava no local pedindo esmola. Após deixá-lo encurralado contra uma grade, o autor do crime lhe desfere socos. Em seguida, retira da calça uma faca e golpeia o peito da vítima, que consegue ficar de pé por apenas alguns instantes.


Veja:




Além do vídeo registrado por câmeras de segurança, os investigadores também contam com os relatos de testemunhas. Uma mulher próxima do vigilante e da vítima chegou a também gravar imagens da cena, enquanto tentava impedir que algo grave ocorresse. 


PRISÃO


 Na tarde da última quarta-feira (16), Selmar foi encontrado na casa da patroa da esposa dele. Ele foi preso ainda em flagrante. Em entrevista concedida à imprensa, Selmar disse estar arrependido, e alegou que o golpe foi involuntário. “Quando mandei ele sair da porta ele me ameaçou, falou que minha hora ia chegar, daí eu de fato perdi a cabeça, me virei, e dei um soco nele. Depois eu pretendia jogar ele do outro lado da grade e acabar com a confusão, mas ele agarrou em minha blusa, e quase ia me levando junto, foi quando eu tirei a faca para assustar, mas ele me puxou, e eu acabei acabei acertando o peito dele”, contou.



Foto: Reprodução


 


Responsável pelo caso, a delegada Magda D´Avila, adjunta da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), contestou a versão apresentada pelo vigilante. “As imagens são nítidas, e mostram que o morador de rua foi morto sem esboçar qualquer tipo de reação. Além disso, temos o depoimento de uma testemunha, que contou ter ido à drogaria apenas para comprar fraldas para a vítima, que, em momento algum, forçou a entrada no estabelecimento”, pontuou.


A delegada disse ainda que logo após o crime, Selmar Pereira da Silva pediu para dormir na casa de uma idosa que é patroa da esposa dele. “Tudo indica que ele pretendia ficar escondido lá até passar o prazo do flagrante, mas felizmente nossos agentes o encontraram antes”, concluiu.


Selmar Pereira, que até então não tinha passagem pela polícia, foi autuado por homicídio duplamente qualificado, crime que tem pena prevista de 12, a até 30 anos de reclusão.


(Com informações do portal Extra e portal Mais Goiás)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS