Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$

Notícias / Polícia

Polícia

Preso acusado de ser mandante da morte de irmão de delegada

quarta-feira, 17/10/2018, 18:34 - Atualizado em 17/10/2018, 19:08 - Autor:


Diego José Nascimento Barbosa, de apelido "Diegão", foi preso nesta quarta-feira (17), na cidade de São Domingos do Araguaia, sudeste paraense, durante a operação denominada "Nova Esperança". Ele é acusado de ser um dos mandantes do assassinato do vigilante Francisco de Assis Pinheiro Alves, crime ocorrido em 24 de maio deste ano, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. A vítima era irmão da delegada de Polícia Civil Eliete Alves. 


De acordo com informações da Polícia Civil, com o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça, Diego foi localizado escondido na casa de familiares na rua Brasispanha, bairro de Novo São Luís, sede do município. "Ele não reagiu e foi conduzido inicialmente à delegacia local para ser ouvido em depoimento", explicou a delegada Marizol Vasconcelos, da Delegacia de Homicídios Metropolitana (DHM), vinculada à Divisão de Homicídios, responsável pelo inquérito do crime. 


Conforme a policial civil, ele foi apontado como um dos mandantes do assassinato por um adolescente que foi apreendido como um dos autores dos disparos contra a vítima. O procedimento contra o menor foi lavrado, na época, na Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA) de Ananindeua. 


Em depoimento, o menor relatou que o crime ocorreu enquanto a vítima usava uma vassoura para varrer em frente à porta de sua casa, situada na rua das Mangueiras, no residencial Nova Esperança, em Ananindeua. Na ocasião, Francisco foi abordado pelo adolescente que desferiu diversos tiros levando a vítima à morte no local. O adolescente fugiu logo em seguida. Ao ser apreendido, o adolescente confessou o ato infracional e apontou Diego e outros comparsas como mandantes do crime. Segundo o menor, a vítima foi assassinada, porque estaria denunciando à Polícia traficantes de drogas que atuam na área do residencial Nova Esperança.


Em 30 de julho deste ano, policiais civis da Delegacia de Homicídios Metropolitana chegaram a prender, em cumprimento a mandado judicial de prisão temporária, Alex Gouvea Ávila, 38 anos, suspeito também de ser um dos mandantes do crime. Alex foi encontrado na casa de familiares, na avenida Independência, bairro do 40 Horas, em Ananindeua. Atualmente, Alex está em liberdade. 


As investigações mostraram que Francisco foi morto por dois adolescentes. Ainda, conforme as investigações, teria circulado via aplicativo WhatsApp, na época do crime, um suposto áudio da vítima fazendo denúncias, nas quais teria citado Alex e outras três pessoas como supostos traficantes de drogas da área. Assim, os quatro supostos traficantes resolveram planejar a morte de Francisco Alves. Todos os suspeitos do crime já foram identificados e estão com mandados de prisão decretados pela Justiça. As investigações continuam para localizar outros envolvidos no crime.


(Com informações da Polícia Civil)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS