Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$

Notícias / Polícia

Polícia

Municípios de Novo Progresso e Altamira registram 2 homicídios

domingo, 29/10/2017, 11:46 - Atualizado em 29/10/2017, 11:46 - Autor:


Semana chegando ao fim com registros de homicídios em todo interior do Pará. Os números assustam e deixam um rastro de sangue por ruas tanto da Região Metropolitana de Belém como no interior do Estado, até mesmo naqueles municípios considerados pacatos.

No município de Novo Progresso, na região sudoeste do Pará, a delegacia local recebeu o cidadão Pedro Paulo Brito informando que ocorrera um homicídio no bairro Jardim América, na rua Cristalina, às proximidades da ponte sendo a vítima identificada como Leodete Pereira Dias, de 54 anos, que era natural da cidade de Rondonópolis no Estado do Mato Grosso.

A vítima segundo relato “foi alvejado por disparos de arma de fogo que atingiram o pescoço, tórax e braço esquerdo sendo que no momento da execução a vítima estava dirigindo uma caminhonete S10 branca”. No local do crime populares encontraram uma capsula de pistola calibre 380.

DIFICULDADES 

As investigações seguem a cargo do delegado Francimar Luiz Oliveira e pelos primeiros levantamentos tanto autoria como a motivação permanecem desconhecidas da Polícia Civil.

O crime ocorreu em uma área sem testemunhas e isso acabou dificultando o trabalho de pistas quanto ao criminoso. Dois homens foram vistos fugindo em uma motocicleta logo após se ouvir os disparos, mas a polícia não a certeza que eles estivessem no local do crime.
ALTAMIRA

Na mesma região, desta feita no maior município do Pará em extensão, Altamira, o delegado Mário Gonçalves Sastre abriu inquérito policial para apurar um crime de homicídio na rua 02 no bairro São Joaquim depois que Elane Cristina da Silva Costa comunicou que seu filho Pedro Henrique da Silva Muraski foi morto por disparo de arma de fogo.

Segundo uma testemunha o crime foi praticado por uma pessoa desconhecida, que estava em um automóvel não identificado e efetuou os disparos, atingindo a vítima, o qual não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito no local enquanto o criminoso empreendia fuga.

Questionada pela Polícia Civil a mãe da vítima não soube informar qual o motivo do crime e nem quem poderiam ser os autores do homicídio, mas adiantou ao delegado que seu filho era usuário de entorpecentes e que chegou a comercializar drogas.

Depois desse feito a família conseguiu um tratamento em uma clínica de recuperação tentando salvar a vida do rapaz. O crime pode ser em decorrência de alguma dívida de drogas com traficantes de Altamira.

(JR Avelar/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS